Vamos Fazer Arte não pode mais fazer arte com as crianças

Até onde vamos chegar… Só falta mandarem prender um grupo de Crianças e
adolescentes que sonham em crescer como pessoas de bens e buscam realizar
seus sonhos através da música.

A Ministério Público do município de Croatá da Serra da Ibiapaba, resolveu
mandar parar as atividades do projeto cultural “Vamos Fazer Arte” que
formou a Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra, bem como os ensaios da
mesma, alegando mediante termo que a instituição não possuía local adequado
para realização das atividades musicais e que o “BARULHO” dos ensaios da
orquestra perturbava o sossego da vizinhança.

A Orquestra Formada por 40 crianças e adolescentes vem se destacando no
senário cearense da música instrumental como uma das melhores do Estado. Já
projeto Vamos Fazer Arte atende mais de 200 crianças com Aulas de Violão,
flauta doce, bateria e instrumentos de sopro (sax, clarinete, trompete,
trombone e etc.), Sem falar que este trabalho é totalmente realizado por
voluntários que buscam mudar a realidade triste da ociosidade dos jovens que
os levam a caminhos tortuosos como o da exploração infantil.

E o mais interessante. Imaginem o constrangimento que as crianças que fazem
parte da orquestra passaram quando a polícia militar chegou em meio ao
ensaio e pediu que eles parassem de tocar. Mesmo com toda delicadeza e
compreensão dos agentes policiais, que até prestaram certo apoio ao nosso
trabalho dizendo que não entendia o porquê, mais tinha que cumprir as
ordens, ressaltando ainda no final que queria que o filho dele participasse
de um projeto que nem este, os jovens músicos procuravam entender o que eles
estavam fazendo de errado. Pois uma das cenas que vemos na rua do nosso
município são jovens menores de idade se drogando de diferentes formas e as
autoridades policiais passam, olham e tá tudo certo. Digo isto, porque sou
um agente de segurança pública de meu município e presencio isto durante meu
expediente que vai das 19 horas ás 07horas da manhã do outro dia. Criamos
este projeto justamente por conta desta realidade que eu e população de
Croatá presenciava, tendo como principal objetivo diminuir, tirar e não dar
oportunidades de outras crianças e adolescentes entrarem neste caminho.

Eu queria entender o que se passa na cabeça do promotor Ivan Pinheiro
Leitão, que responde na comarca do Município de Croatá, o que o levou a ter
uma decisão de tão grande falta de bom senso, com tanta corrupção e
crimes hediondos pra justiça se preocupar, investigar e julgar, ele vai se
preocupar com um projeto que tira crianças da rua os insere na sociedade e
lhes da a chance de conquistar seus objetivos e serem pessoas melhores
felizes. Mas… Fazer o quê?

Conheçam um pouco do quê o promotor não Gostou, acesse:
http://provarte.blogspot.com/

Espero contar com a ajuda de todos que defendem as causas sociais e
culturais de nosso país.

Segue em anexo o Termo de Audiência Pública realizado em 09/06/2011, no qual
o promotor Ivan Pinheiro Leitão ameaça a apreender os instrumentos e a dar
seguimento nos processos Cíveis e Criminais cabíveis se por acaso a
Orquestra voltar a ensaiar.

Agradecidamente,

Hélio Júnior
Guarda Civil Municipal
Presidente da Associação Arte em Pauta e
Regente da Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.