Lembre de todas estas crianças presidente | Common Dreams

Remember All the Children, Mr. President | Common Dreams.

Remember All the Children, Mr. President | http://www.commondreams.org/
por Bill Quigley
traduzido por Tarcisio Praciano-Pereira

Lembre-se das 20 crianças que morreram em Newtown, Connecticut.

Lembre-se das 35 crianças que morreram em Gaza este mes sob os bombardeios de Israel.

Lembre-se das 169 crianças que foram assassinadas pelos aviões se piloto americanos em ataques no Pasquistão desde 2006.

Lembre-se das 231 crianças mortas no Afeganistão nos primeiros seis meses deste ano de 2012.

Lembre-se das 400 outras crianças mortas por balas nos Estados Unidos da America, a cada ano, com idade menor do que 15 anos.

Lembre-se das 921 crianças assassinadas pelos ataques aéreos dos Estados Unidos da America contra os chamados insurgentes no Iraque.

Lembre-se das 1770 crianças americanas que morrem cada ano vitimas de abusos ou violências.

Lembre-se das 16000 crianças que morrem diariamente no mundo de fome…

Estas tragédias precisam ter um fim.

Bill Quigley é diretor associado do Center for Constitutional Rights e um professor de direitorda Loyola University, New Orleans. Ele é um dos que subreviveram ao tufão Katrina e foi durante anos um ativista dos direitos humanos no Haiti. É membro volulntário do Institute for Justice and Democracy in Haiti (IJDH) e do Bureau de Avocats Internationaux (BAI) in Port au Prince. Você pode contactar Bill pelo endereço quigley77@gmail.com
bill_quigley

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.