Porque alguém celebraria a morte de Margaret Thatcher? Pergunte a um chileno | Common Dreams

© 2013 The Nation

Porque alguém celebraria a morte de Margaret Thatcher? Pergunte a um chileno!

Tradução: Tarcisio Praciano-Pereira
Nota do tradutor: Eu escapei vivo de uma prisão do ditador Pinochet, outros não tiveram esta oportunidade. Isto me obriga, moralmente, a fazer esta tradução.



Poucas vezes testemunhei uma lacuna entre a mídia e o público tão significativa como nestas  últimas 24 horas desde a morte de Margaret Thatcher. Embora tanto a imprensa como o presidente Obama expressaram  lembranças chorosas, milhares

morreu grande amizade do assassino Pinochet

Foi-se a Dama de Ferro uma grande amiga do assassino Pinochet

tomaram as ruas do Reino Unido para  comemorar. Imediatamente surgiu forte condenação do que foi chamado de “partidos da morte”, descrito como “de mau gosto“, “horrível” e “abaixo de toda a decência humana.No entanto, se a mesma mídia elogiando Thatcher e chocada com a resposta popular se tivesse dado ao trabalho de pedir a  alguma das pessoas que estivessem comemorando, se elas poderiam  apresentar uma justificativa teriam obtido uma história que não se encaixaria em suas notícias, esta  é provavelmente a razão porque eles não fizeram a pergunta.

Recebi uma nota. esta manhã, dum amigo de uma amiga. Ela vive no Reino Unido, embora sua família não tenha chegado lá por opção pessoal. Eles tiveram que fugir do Chile, como milhares de outros, quando estavam sob o jugo do general Augusto Pinochet. Se você não sabe os detalhes sobre como ficaram encharcados de sangue o reinado de duas décadas de Pinochet, você deve ler sobre elas, mas, tome cuidado para não comer antes antes desta experiência. Ele foi o capataz da implacável tortura, dos estupros, e de milhares de execuções políticas. Ele tinha em suas mãos e os pulsos do maior cantor popular do país, Victor Jara, quebrados em frente a uma multidão de prisioneiros antes de, finalmente,  matá-lo. Ele é o responsável pela morte do presidente Salvador Allende,  socialista,  morto a tiros em sua mesa. Sua especialidade era torturar as pessoas na frente de suas famílias.
Como Naomi Klein escreveu tão habilmente, então ele usou este período de choques e abates para instalar um laboratório nacional para a economia neoliberal. Se o amigo de Pinochet, Milton Friedman, tivesse uma teoria sobre o corte de subsídios alimentares, a privatização da segurança social, redução dos salários, ou de proibição dos sindicatos, Pinochet haveria de aplicá-la. Os resultados destas experiências tornou-se munição política para os economistas neoliberais em todo o mundo. Vendo teoria econômica aplicada no Chile publicada nos livros sempre perturba a minha mente. Seria como se o American Medical Association tivesse publicado um livro sobre os resultados do trabalho do Dr. Josef Mengele nos campos de concentração, sem qualquer julgamento moral sobre como ele dilacerou  seus pacientes.
Pinochet foi o general responsável por esta catástrofe de direitos humanos. Ele também era alguém que Margaret Thatcher chamavaum amigo”. Ela ficou ao lado da General,  quando ele esteve no exílio, em uma mansão na Inglaterra,  na tentativa de escapar da justiça por seus crimes. Como ela disse a Pinochet, “[Obrigada] por levar a democracia ao Chile.
Portanto, se você quiser saber  por que alguém iria celebrar a morte da baronesa Thatcher, acho que perguntar a um chileno no exílio seria um ótimo início de conversa. Meu amigo de uma amiga foi  para as ruas do Reino Unido quando soube que a Dama de Ferro tinha deixado seu corpo mortal. Aqui está o porquê:
“Eu estou dizendo [a minha filha] tudo sobre o legado de Thatcher através da experiência de sua mãe, e não dos meios de comunicação, especialmente a forma como o governo de Margaret Thatcher deu apoio direto ao regime do assassino Pinochet, financeiramente, através de apoio militar e  mesmo de treinamento militar (que hoje sabemos, teve lugar na Universidade de Dundee). Milhares de pessoas do meu povo (e de membros da minha família) foram torturados e assassinados sob o regime de Pinocheta besta fascista que foi um dos aliados mais próximos de Thatcher e seu amigo. Assim, todos os apologistas você/aqueles que se tenham ofendido [pelo minha celebração], você pode guardar a sua moral e enfiá-la aonde lhe parecer melhor. você é um daqueles que não entendem o que aconteceu no Chile. Aqueles de nós que comemoramos são os que sofreram profundamente sob a ditadura e nós somos os únicos importantes para esta questão. Nós somos os únicos que protestaram. Nós somos os agentes humanitários que se preocuparam em levantar um dedo para ajudar a todos aqueles que sofreram sob o regime [do amigo de Thatcher], e estou levantando uma taça de champanhe para lamentar, lembrar e honrar todas as vítimas do seu regime brutal, aqui e no exterior. e a todos aqueles heróis que fizeram o  mínimo possível para alterar aquela catástrofe.”
Devo acrescentar  que eu vivi no Chile, em 1995, quando Pinochettinha sido deposto, mas ainda estava no comando das forças armadas. Fiz amizade com aqueles que foram torturados ou tiveram familiares desaparecidos de modo que a conexão de Thatcher  com o Chile representa um caso pessoal para mim. Eu também entendo também  que  explicações semelhantes poderiam estar sendo feitas  “por que as pessoas estão celebrando”  por aqueles com conexões com  a Argentina, com o apartheid da África do Sul, Indonésia, Belfast, Gaza ou Bagdá. Este também poderia ser o caso  daqueles que vivem no  Reino Unido e foram  afetados pela política de Thatcher com base nos ditames económicos testados por Pinochet e que eventualmente tenham optado por não chorar [a mote da dama de ferro].
Também é importante porque nas 48 horas após a morte de uma figura pública poderosa  é quando o halo se torna permanentemente afixado à sua cabeça. Quando Ronald Reagan faleceu, uma máquina enorme da  direita entrou em movimento destinada a remover-lhe de todas as críticas. Os democratas certamente não contestaram essa interpretação da história e agora, de acordo com pesquisas, as pessoas com menos de 25 elegeriam Reagan em lugar de  Barack Obama, apesar de que as idéias de Reagan ainda permanecem profundamente impopulares. Para colocá-lo cruamente, a batalha política sobre a memória de alguém é uma batalha política sobrepolítica”. No caso de Thatcher, se encobrirmos sua história de apoio aos tiranos, estamos condenados a repetir seus erros.
Como escreveu Glenn Greenwald tão habilmente no Guardian, “Não há absolutamente nada de errado com ter nojo a Margaret Thatcher ou qualquer outra pessoa com influência política e poder baseado em seus atos ruins, e isso não muda simplesmente porque eles morreram. Assim é muito mais atraente a comemoração  dos atos ruins depois da morte como o único antídoto que a  sociedade e a história tenham evitar que seja erigido  um falso painel de grandes serviços prestados à História“.
Ou, para colocá-lo de forma  ainda mais simples, nas palavras de Davi Wearing,   “As pessoas elogiam o legado de Thatcher devem mostrar respeito por suas vítimas.Isso seria bom, não seria? Por favor, vamos  mostrar um pouco de respeito para com as vítimas de Margaret Thatcher. Vamos respeitar os que choram todos os dias por causa de suas políticas, mas que escolheram este dia para limpar as lágrimas.E assim vamos nos organizar para ter a certeza de que a história que ela escreveu não se repita.
dave_zirinDave Zirin é o autor de  Welcome to the Terrordome: the Pain Politics and Promise of Sports (Haymarket) e do livro recentemente publicado  A People’s History of Sports in the United States (The New Press). e seus textos apareceram no  Los Angeles Times, Sports Illustrated.com, New York Newsday and The Progressive. Ele é apresentador do programa XM Radio’s Edge of Sports Radio. Contacte-o através  do endereço edgeofsports@gmail.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s