International Nuclear Cemetery at Chernobyl under UN control

A secure place to nuclear waste from Fukushima

Tarcisio Praciano-Pereira

The place exists, its name is Chernobyl which is already a Nuclear Cemetery for the next two thousands years or more and Urania has the burden to take care of it. I am pointing to Chernobyl because Japan cannot be considered a safe place to hold the main Nuclear Cemetery. The region of Fukushima is already defined as Nuclear Cemetery by the contamination of the soil and the reactor

Uma infinidade de problemas: Tanques (primeiro plano), contendo água radioativa e prédios dos reatores (background) no No. 1 usina nuclear de Fukushima fotografados em fevereiro. (KYODO)

Uma infinidade de problemas: Tanques (primeiro plano), contendo água radioativa e prédios dos reatores (background) no No. 1 usina nuclear de Fukushima fotografados em fevereiro. (KYODO)

which is already entered there. It will be easier and safe to protected this relatively restricted waste where it is and perhaps there is no way to take if from there, it will be a limited  Nuclear Cemetery for the next two thousands years or more.

As well with Urania, the Japan cannot take this burden alone, the Humanity has to care for these two thousands years, or better said, for ever, not only of the Nuclear waste but even more of chemicals and nuclear weapons that we have produced during the last 70 years of development.

So a special agreement has to be undertaken with the people of Urania, not only with the government, but democratically with the whole population to spare a part of their country, which is in fact already dedicated to the be a Nuclear Cemetery, now to receive all the dangerous waste of

Chernobyl a Nuclear Cemetery for the next 2000 years.

Chernobyl a Nuclear Cemetery for the next 2000 years.

the Earth and to be carefully administered by the UN and paid for all the Humanity. In the same way the restricted  Nuclear Cemetery at Fukushima has to be under the control of UN for ever and the costs paid by all of us.

The above said do not mean that the responsible for the accident at Fukushima, namely TepCo, shall not be hold to answer for the crime committed and has to have its assets on hold to pay for these costs.

Sindicalisados protestam os cortes econômicos e passam pela assembleia do partido conservador

http://www.mirror.co.uk/news/uk-news/watch-unite-nhs-cuts-protest-2319656

Protesters dressed as zombie doctors and nurses joined the march and rally in Manchester to highlight the impact of Government policies on jobs and spending across the NHS

Killing the NHS: Zombie doctors and nurses dance
Killing the NHS: Zombie doctors and nurses dance
Unite

Thousands of people have taken to the streets to join a union protest against NHS cuts on the opening day of the Tory Party conference.

Up to 40,000 people are expected to join a march and rally in Manchester to highlight the impact of Government policies on jobs and spending across the health service.

The protest also drew attention to the “rapid sell-off” of the most lucrative parts of the NHS to private healthcare companies.

Demonstrators dressed as zombie doctors, nurses and patients while a flashmob broke into a performance of Michael Jackson’s Thriller in front of the gathered crowds.

Protesters assembled at Liverpool Road at 11am before marching to a rally in Whitworth Park, which is set to start around 2.30pm.

Protestar contra os abusos da indústria petroleira não pode ser considerado um crime

Dois ativistas do Greenpeace estão neste momento atrás das grades, na Rússia, por terem feito um protesto pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico. A Justiça do país determinou que eles fiquem sob custódia por dois meses, até que a investigação sobre pirataria seja concluída. Enquanto você lê

Protestar, pacificamente, contra destruição do Ártigo não é crime

Protestar, pacificamente, contra destruição do Ártigo não é crime

este email, os outros 28 ativistas – incluindo a brasileira Ana Paula Maciel – que participaram da ação estão dando depoimentos numa corte russa, e podem ter o mesmo destino.

Ajude-nos a fazer pressão nas embaixadas russas para que libertem nossos ativistas!

Assine a Petição

Ontem, o próprio presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou publicamente que o protesto do Greenpeace não tem nada a ver com pirataria. Mas as autoridades de segurança do país continuam insistindo nessa hipótese. Nós não vamos nos curvar a ameaças, pois o maior risco nessa história continua sendo a exploração desenfreada de ecossistemas frágeis como o Ártico. Ativismo pacífico não é crime. É um direito de todo cidadão!

PS: Continue acompanhando o caso por nossos canais – site, Facebook, Twitter e Google+. Precisamos do seu apoio para que Ana Paula e os outros ativistas voltem para casa o mais breve possível.

Greenpeace protesta contra a exploração de petróleo no Ártico

Um protesto pacífico do Greenpeace contra a exploração de petróleo no Ártico desencadeou uma reação exagerada e ilegal das autoridades russas. A guarda costeira do país ocupou o navio Arctic Sunrise, que se localizava em águas internacionais, e prendeu seus 30 tripulantes – entre eles, a brasileira Ana Paula Maciel, de 31 anos.

As atividades da petroleira estatal russa Gazprom representam uma ameaça ao frágil ecossistema do Ártico. Para esconder isso, as autoridades do país querem confundir a opinião pública com acusações de pirataria sobre nossa organização.

O Greenpeace rejeita veementemente essa acusação, pois ela não se aplica a protestos pacíficos e seguros – como os que realizamos sempre. Os ativistas simplesmente escalaram a plataforma da Gazprom, no mar de Pécora, munidos de cordas e banners para alertar o mundo sobre os riscos da exploração de petróleo no Ártico.

A ocupação ilegal do navio Arctic Sunrise pela guarda costeira russa aconteceu na última quinta-feira. A tripulação está bem e foi escoltada até a cidade de Murmansk, na costa noroeste da Rússia. Ainda não sabemos que acusações formais serão feitas contra eles

Queremos nossos ativistas de volta em segurança. Para isso, precisamos de sua ajuda: envie uma carta à embaixada russa pedindo a imediata liberdade de Ana Paula e os outros 29 tripulantes do Arctic Sunrise.