Heróis da bicleta em meio à tempestade

Esta num texto do Paulofsk: “As condições, tanto as climáticas como as de percurso, são das mais difíceis e que eu jamais experimentei a pedalar. A neve e o gelo, o frio glaciar e ruas escorregadias, outras inundadas como se fossem rios, ventos ciclónicos que tornam difícil manter a bicicleta na posição vertical, são condições extremas que facilmente os faria mudar de modo de transporte ou, simplesmente, jogarem a toalha ficando em casa”.  Ele se esqueceu de mencionar que nestas condições terríveis de clima ainda tem os autoahólicos que complicam um bocado mais as dificuldades dos ciclistas nas ruas. Um autoahólico, encerrado numa latinha que lhe dá a impressão de que mau tempo ficou de fora, quando, até pelas condições de trâfego, aumenta significativamente a poluição que passa de latinha-para-latinha. O custo para os  autoahólicos e para Sociedade, coisa que é invisível para um autoahólico,
também aumentam significativamente, poluição e suas consequências para a saúde, em particular para os autoahólicos que respiram encerrados nas latinhas a poluição das latinhas que lhe ficam à volta.

Eu sei o que é isto, quando vivi na Suécia, pedalei de inverno a inverno durante seis anos, mas eu tinha uma bicicleta especial, de dois lugares, uma bicleta dupla que suas três marchas terminava ficando leve e fácil de conduzir, mas ao mesmo tempo pesada se colando bem ao solo se mantinha estável no mau tempo. O terrível eram os autoahólicos que sempre davam a impressão de que o ciclista é que era o problema.

Copio as imagens publicadas por Paulofsk (parece russo…) de alguns herois da biclicleta em meio à tempestade.

Imagem

ciclista na Índia se equilibrando em meio à tempestade

Imagemciclista no Japão

Imagem

Acima e abaixo ciclistas na Inglaterra (que alguns insistem em chamar de “reino unido” denominação que detesto na esperança que canadenses, e australianos sacudam os ombros e façam cair a velharia corrupta “reinante”).

Imagem

Abaixo, toda uma linha de ciclistas em Portland, nos Estados Unidos da America do Norte. Em Portland o meio ambiente é levado à sério apesar de uma grande quantidade de autoahólicos sempre atrapalhando.

Imagem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s