Heróicos prisioneiros políticos contra a loucura nuclear

Peace Protestors Sentenced to Prison for Sabotage

Manifestantes pela paz foram sentenciados com prisão acusados de sabotagem

A irmão Megan Rice, de 84 anos, uma religiosa, foi sentenciada a trêas anos de prisão pela invasão do complexo nacional Y-12 em Oak Ridge. A simplicidade com que Rice e dois outros ativistas, Greg Boertje-Obed e Michael Walli,conseguiram penetrar num local de alta segurança serviu para alertar nacionalmente os Estados Unidos da America a respeito da “segurança” de tais locais em que o país mantem uranium do tipo próprio para produzir bombas. Greg Boertje-Obed e  Michael Walli receberam sentenças de  62 meses de prisão, quer dizer, um pouco mais de cinco anos, por suas ações não violentas.

Em suas palavras finais, ao ouvir a sentença, , Rice disse ao juiz, , “Por favor, não tenha pena para comigo. Prefiro ser mantida prisioneira pelo resto de minha vida e isto seria o máximo presente que me poderia dar”.  Para ela,  Rice, prisão seria preferível do que viver num país em que seu governo gasta demasiado com os militares e com armas.

Em comentários sobre as sentenças, o presidente da NAPF, David Krieger disse, “Muito ao contrário de serem sentenciados a prisão,  Irmã Megan e seus três colegas deveriam receber honrarias pela excepcional coragem demonstrada, por ter demonstrado o estado deplorável com que o governo deixa em termos de segurança um complexo de armas nucleares. O governos tem que parar de agir como se fosse correto ameçar de morte às pessoas inoncentes como uma forma de manter a segurança dos Estados Unidos da America do Norte. Isto simplesmente não funciona, e pelo contrário, apenas nos deixa mais inseguros”.

Sister Megan Rice, an 84-year-old nun, has been sentenced to nearly three years in prison for breaking into the Y-12 National Security Complex in Oak Ridge, previously known as the “Fort Knox of uranium.” The ability of Rice and two other activists, Greg Boertje-Obed and Michael Walli, to break into the plant raised serious questions about security, as the facility holds the nation’s primary supply of bomb-grade uranium. Greg Boertje-Obed and Michael Walli were each sentenced to 62 months in prison for their nonviolent action.

In her closing statement, Rice told the judge, “Please have no leniency with me. To remain in prison for the rest of my life would be the greatest gift you could give me.” For Rice, prison was preferable to living in a country where the government spends too much on the military and weapons.

Commenting on the sentencing, NAPF President David Krieger said, “Rather than receiving jail sentences, Sister Megan and her colleagues should be honored not only for their exceptional courage, but for exposing the inadequate state of the security of the U.S. nuclear weapons complex. The government has to stop acting as though it is all right to threaten the mass murder of innocent people as a means of bolstering U.S. security. It doesn’t work and makes all humanity, and the future of complex life, less secure.”

84 Year Old Nun Gets Prison in Nuclear Weapons Break-In,” Fayetteville Observer, February 18, 2014.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s