Salve a internet

MeurioSalve a Internet!
23800
Defensores
da Internet

As teles estão querendo limitar seu
acesso a sites e aplicativos de Internet

Empresas de telecomunicação como Oi, Vivo, Tim e Claro estão pressionando os deputados para ter o poder de dizer o que você pode e não pode ver na internet, dependendo de quanto você e os diferentes sites e aplicativos estiverem dispostos a pagar.

Esta decisão está sendo tomada agora, através de negociações a portas fechadas. O voto dos deputados poderá acontecer já nos próximos dias. Só será possível reverter a situação se milhares de cidadãos mostrarem aos deputados que quem tentar destruir a Internet vai comprar uma briga com a sociedade.

Não temos tempo a perder. É a hora de usar a Internet para salvar a Internet!

Deixe seu nome e email no formulário abaixo, e nossa equipe mandará um email em seu nome diretamente a todos os deputados que estão participando das negociações neste momento.

O Brasil está prestes a aprovar a primeira lei que regula a internet no país.

O chamado Marco Civil da Internet foi criado para garantir os direitos e deveres dos usuários de Internet, evitando abusos, quebras de privacidade, e crimes como pornografia infantil e assédio.

Muito bom, né? Mas alguém está tentando atrapalhar as coisas…

Esta lei está sendo alterada agora para beneficiar as grandes empresas de telecomunicação

As teles querem ter o poder de determinar o que pode ou não pode ser visto na Internet, dependendo de quanto os sites e os consumidores estiverem dispostos a pagar. Se os interesses dessas corporações prevalecerem, será o fim da liberdade de expressão, criação e comunicação na rede.

Ou, em termos mais complicados, será o fim da chamada neutralidade da rede

Mas o que acontece
se a neutralidade
acabar?

A neutralidade da rede é o que obriga as empresas de telecomunicação a dar a mesma velocidade a todos os sites, grandes e pequenos, sem poder cobrar a mais por isso, nem dos próprios sites nem do consumidor final.Se a neutralidade acabar, sites e aplicativos diferentes passam a ter velocidades diferentes.
Chart

Mas quem está fazendo o trabalho
das teles no congresso?

Se depender deste deputado e das empresas de telecomunicação, em breve a internet não será mais livre.

Imagem

O responsável por tentar acabar com a neutralidade da rede na Câmara é o deputado federal Eduardo Cunha do PMDB/RJ. Ex-presidente da Telerj durante o governo Collor, Cunha tem relações íntimas com as teles e utiliza sua influência como líder de partido para convencer outros deputados a impedir que a rede continue sendo neutra.

E quem pode parar esse deputado?

Nós podemos parar Eduardo Cunha! A sociedade já venceu essa batalha em outros países!

Em 2010, o Chile se tornou o primeiro país do mundo a aprovar uma lei para garantir a neutralidade da rede. Após uma intensa mobilização, chamada de “Neutralidad Sí”, e que reuniu milhares de usuários, blogs e sites, nossos vizinhos sulamericanos conseguiram alterar a lei de telecomunicações e preservar a liberdade da Internet no seu país.

Chile

Para conseguir o que queremos, precisamos agir rápido

A decisão sobre a sua liberdade na internet está sendo tomada agora

O Marco Civil da Internet está sendo reformulado pela presidência agora. Mas a verdadeira batalha está sendo travada no Congresso.Os parlamentares liderados por Eduardo Cunha gostam de agir nos bastidores, longe dos olhos do público. Não deixaremos que isso aconteça: vamos trazer essa negociação à luz do dia.

O que vamos fazer?

MEMBROS DA REDE MEU RIO VÃO À BRASÍLIA
ACOMPANHAR O VOTO DE CADA DEPUTADO.

Mas só será possível evitar o pior se todos os deputados souberem que milhares de pessoas estarão de olho no que eles estão fazendo.

Vamos inundar a caixa de emails dos deputados agora, lembrando a todos eles que não deixaremos que os interesses das teles destruam a Internet que é de todos nós.

Envie seu email de pressão agora!

Por que a Rede Meu Rio está entrando nesta briga?

A Rede Meu Rio existe para aproximar o cidadão da política local, mostrando que uma cidade boa pra todo mundo deve ser construída por todo mundo. Para fazer isso, usamos a Internet como uma ferramenta de informação, de pressão e de participação.

Se a neutralidade da rede for abandonada, o nosso trabalho e o de outras centenas de organizações que contam histórias, mobilizam pessoas, e promovem um mundo mais inclusivo usando as ruas e as redes poderá simplesmente desaparecer.

Além disso, recebemos essa sugestão de mobilização através de várias organizações de referência no tema, e que participaram da redação original e colaborativa do marco civil.

Assim, resolvemos que era chegada a hora de usar a Internet para salvar a Internet. E contamos com você. Envie seu email de pressão aos deputados agora!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s