MeurioSalve a Internet!
39500  (trinata e nove mil e quinentos)  representam os mais de 50 milhões de brasileiros que usam a Internet…..
Não fique de fora!
Defensores
da Internet

NOSSA LIBERDADE NA INTERNET AGORA ESTÁ NAS MÃOS DOS SENADORES

Primeira vitória! Depois de mais de 38 mil cidadãos se mobilizarem para enviar sua mensagem aos líderes partidários, a Câmara dos Deputados finalmente aprovou o Marco Civil da Internet mantendo os seus três principais pilares: neutralidade da rede, liberdade de expressão e privacidade dos usuários.

Juntos, conseguimos derrotar o deputado Eduardo Cunha e o poderoso lobby das teles, que queriam desfigurar o projeto. Mas a guerra ainda não está vencida. Agora, o projeto tem que ser votado pelo Senado para virar lei. Precisamos mostrar aos senadores que a sociedade civil não abre mão desses três princípios e quer que o Marco Civil seja votado sem alterações que possam servir a interesses escusos.

Deixe seu nome e e-mail no formulário, e nossa equipe mandará um email em seu nome diretamente a todos os líderes partidários no Senado.

E foi mesmo Putin que fez tudo isto?

No Russian Ever Called Me a Terrorist

Nunca um russo me chamou de terrorista

tradutor: Tarcisio Praciano-Pereira

As conversas entre Presidente dos EUA, Barack Obama e o presidente russo, Vladimir Putin. (Foto: AP) sobre os recentes acontecimentos  na Ucrânia e na Criméia seriam mais importantes do que a mitigação das mudanças climáticas ?

Serão mais relevante para os americanos do que o nosso próprio estado e nossas cidades quebradas,  abandonadas, nossas escolas públicas com infra-estrutura decrépita , nossas ferrovias fragilisadas , nossos empregos apodrecidos e o desemprego crônico ?

Se não forem, por que os políticos e a imprensa todos agem com tal indignação exagerada em relação à Rússia e seu presidente  ?

Afinal de contas:

Será que é Vladimir Putin quem está nos  incomodando com abusos sobre os nossos telefonemas , nossos e-mails ,nossas mensagens SMS, o nosso uso da Internet ?

E fotografando o nosso correio postal, os  números de placas de veículos , como se fôssemos todos criminosos e terroristas ?

Putin está envolvido nas  indicações  de que a NSA mantem o  Congresso dos EUA sob vigilância ?

Recusa-se Putin a  fazer alguma  coisa sobre a espionagem da CIA do Comitê de Inteligência do Senado ?

Está Putin a fazer danos  irreparaveis no  Bill of Rights (Lei dos Direitos Civis) e separaçao dos poderes?

Terá sido Putin quem  violou (duas vezes) o juramento de posse como presidente para “preservar , proteger e defender a Constituição dos Estados Unidos” ?

Terá sido  Putin a invadir o Iraque e destruir aquela sociedade ?

Terá sido  Putin a mentir para o povo americano sobre as razões para a invasão ?

Putin matou milhões de iraquianos?

Putin quem gastou $1 trilhão de dinheiro público american na invasão do Iraque?

Foi  Putin quem invadiu o Afeganistão?

Putin quem gastou $700 bilhões  na invasão e  occupação do  Afeganistão?

Teria  Putin uma lista “kill list (lista para matar)” para assassinar suspeitos de serem terroristas sem um processo legal e fora de campos de batalha?

E terá sido assim, com todas estas ações, que  Putin aumentou os riscos de terrorismo contra os United States?

Seria  Putin quem estaria a impedir que  Edward Snowden retorne aos  United States depois de ter cometido atos de enorme grandeza a serviço da nossa  Constituição e pela história do nosso país?

É obra de  Putin manter  Julian Assange, um jornalista estrangeiro preso em uma embaixada em Londres do Equador tal como um animal numa jaula?

Seria devido a  Putin que os jornalistas americanos  Glenn Greenwald, Laura Poitras, e  Jacob Appelbaum não podem retornar aos Estados Unidos da America do Norte pelos riscos de serem presos?

Teria sido Putin que perseguiu mais  americans sob o Espionage Act (Ato de Espianagem) que todos os demais presidentes dos

Estados Unidos da America do Norte combinados considerando além disto que não estamos nem na World War I e muito menos na World War II?

Seria  Putin quem está negociando em segredo o  Trans Pacific Partnership — NAFTA on steroids ?

Seria Putin um presidente sob controle das grandes corporações então com justa razão para conduzir sob segre as negociações da TPP (Trans Pacific Partnership)?

Se não for, porque a imprensa está tão aflita com  Putin?

Será que se pode viver numa casa de vidros e estar lançando pedras nas casas dos outros?

Não seria este o mais curso caminho para começar uma guerra nuclear?

Howard Friel

Howard Friel is author of Chomsky and Dershowitz: On Endless War and the End of Civil Liberties (Olive Branch Press). He also wrote the The Lomborg Deception: Setting the Record Straight about Global Warming (Yale University Press, 2010), and is co-author with Richard Falk of Israel-Palestine on Record: How The New York Times Misreports Conflict in the Middle East (Verso, 2007), and The Record of the Paper: How The New York Times Misreports U.S. Foreign Policy (Verso, 2004).

Segundas pela moralidade na Carolina do Norte

Tens of Thousands in “Mass Moral March”

Milhares pela “Manifestação popular pela Moralidade

Pushing back against rightwing legislation

A derrubar a legislação de direita

– Common Dreams staff
Tradutor: Tarcisio Praciano-Pereira

Uma grande mudança para a Marcha da Moralidade #MoralMarch! pic.twitter.com/ZsGQbZ5gh2

Dezenas de milhares estavam se manifestando no centro da cidade em Raleigh, North Carolina no sábado dia 08 de Março sob a bandeira  “Mass Moral March (Manifestação popular da Moralidade” com objetivo de eliminar a legislação direitista.

A manifestaão também é conhecida como ‘Historic Thousands on Jones Street Os históricos milhares de Jones Street’, ou  HKonJ, e vem sendo organizada pela  NAACP (Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor) e pelo presidente da NAACP da Carolina do Norte, o Rev. William J. Barber. A  NAACP e  Barber consegui destaque nacional no ano passado pela organização das “Moral Monday demonstrations  (demonstrações às segunda pela Moralidade)” em protesto pela legislação “imoral” produzida pelo legisladores do North Carolina (Estado da Carolina do Norte).

O movimento anual  HKonJ tem lugar no segundo sábado de fevereiro e vem apenas crescendo ao longo dos anos desde que foi iniciado em  2007. Os organizadores afirmam que há participação de  150 grupos que representam professore, famílas de trabalhadores, lideres religiosos e defensores dos direitos civis.

A descobrir onde ir em busca dos direitos

Finding Populism Today

To find populism flowering today, take a road trip across any stretch of America, or take a gander around your community. (File)Mass movements don’t just appear out of the fog, fully grown, structured and mobilized. They emerge in fits and starts over many years, just as the American Revolution did, and as did the Populists’ original idea of a “cooperative commonwealth.” A successful people’s movement has to take the long view, to learn about itself as it builds, nurture the culture of its people, take chances, create fun for all involved, adapt to failures and successes, stay steadfast to its principles, have a stoic tenacity — and organize, organize, organize. A little serendipity helps, too, so grab it when you can.

In 2011 a serendipitous moment for the populist cause rumbled across our land, though later it was widely (and wrongly) dismissed as a failure. That September, hundreds of young people, loosely aligned with an upstart group called Occupy Wall Street, took over Zuccotti Park in New York City and audaciously camped out on the front stoop of the elite banksters who’d crashed our economy. Occupy’s depiction of the 1-percent vs. the 99-percent struck a chord with the unemployed, underemployed, and the knocked-down middle class. Occupy encampments quickly sprang up in some 200 cities and towns from coast to coast.

The uprising was ridiculed (even by many progressive groups) as naive, undisciplined and “not serious.” Who’s in charge? Where’s their strategic plan? Why don’t they have position papers? All this carping about Occupy failing to produce the usual trappings of a Washington-focused interest group missed two essential points the young people were making: (1) such trappings are not producing any change, and (2) we’re not an interest group, we’re a rebellion.

Rebellion has to come first. As it builds, structure and process will follow in due time. The great strength of Occupy is that it was a genuine, non-institutional, social, non-wonkish, morally compelling, and spontaneous stand against the culture of inequality that the moneyed powers are imposing. It touched people in deeper ways than issue politics will ever do. And the great achievement of Occupy is that it prompted a cultural shift that turned Wall Street’s barons into social pariahs and put the issue of inequality directly at the center of our nation’s political debate.

To find populism flowering today, take a road trip across any stretch of America, or take a gander around your community. You will find a splendid array of ordinary folks rebelling against the bosses, bankers, big shots and bastards who dare subjugate us to their greed, including:

— Mad-as-hellers in dozens of states, often in isolated rural areas, now form an increasingly effective guerrilla network to combat the massive invasion by global oil and gas giants to frack our land. Last November, three Colorado cities beat back Big Oil’s money and the lies of some of their own political officials in a vote to ban fracking in their areas. New York State and more than 100 other cities have imposed moratoria or bans on this corporate plundering.

— Putting a specific face on Occupy’s theme of gross economic inequality, a nationwide revolt of exploited fast-food workers erupted last summer, gaining the high ground against McDonald’s and other poverty-wage profiteers. While Washington sticks to the miserly federal minimum wage of $7.25 an hour, grassroots campaigns are elevating state and local minimums to $10 an hour and above. Last month, with much pressure from the outside agitators, President Obama signed an executive order, which says the minimum wage for federal contract workers is $10.10 an hour.

— Two huge corporate/government cabals — the sovereignty-sucking Trans-Pacific Partnership and the NSA’s secret, Orwellian program of spying on every American – are coming unraveled, thanks to public outrage that has united a left-right coalition in Congress. Meanwhile, the crucial populist struggle to salvage our democracy from the Supreme Court’s scurrilous Citizens United edict, quietly continues to gain ground with 16 states and over 200 local jurisdictions passing proposals in support of a constitutional repeal of the Court’s ruling.

There’s so much more underway, such as placing a Robin Hood tax on Wall Street speculators; a surge in co-ops as a democratic alternative to corporate control; getting Monsanto’s genetically altered organisms out of our food supply; a vibrant and positive campaign by immigrants themselves for immigrant rights; battling giants such as Disney World and Walmart to win paid sick leave days for low-wage workers; freeing college students from Wall Street’s loan sharks. All of these and so many more are the sprouting seeds of a widespread, flourishing Populist movement. The moment is ripe to bond them into something larger.

A se mobilisar para defender a Internet livre para todos

 

O que dizem: Eduardo Cunha não está pressionando contra a neutralidade da rede, e sim contra o poder do governo.

O que é: As teles querem acabar com as cláusulas que garantem a neutralidade da rede no Marco Civil, e Eduardo Cunha é seu maior aliado no Congresso. O atual texto garante a neutralidade, e só dá ao governo a prerrogativa de abrir exceções em casos de serviços de emergência. A regulameVisa mer

Marcha da dignidade em Madrid – não pagaremos vossas crises

20 marzo, 2014
Deja un comentario

AGENDA MARCHAS DE LA DIGNIDAD 22M

–         SÁBADO 22 DE MARZO 

COLUMNA ANDALUCÍA

Salida de Getafe a las 9.00 h. – Polideportivo Victoria Kent – Avda. Federica Montseny – Carretera de Villaverde Alto  10.00 h – Puente Alcocer 10.30 h. – Cruce de Villaverde Bajo 11.00 h. – Avda. de Andalucía – Avda. de Córdoba 12.00 h (12 de Octubre) – Madrid Río (Puente de Legazpi) 13.00 h-14.00 h (Comida) – Paseo Delicias – Atocha 15.30 h.

COLUMNAS ASTURIES, GALIZA-BIERZO, CANTABRIA, CASTILLA Y LEÓN  

Salida Aravaca (CEIP Rosa Luxemburgo) a las 12:00 – Moncloa 13.00 h. – Plaza de España 13.30 h. – Jacinto Benavente 14.45 h. – Llegada a Atocha 15.00 h.

COLUMNA CATALUNYA, ARAGÓN Y NAFARROA

Salida de San Fernando de Henares a las 10.00 h Plaza del Ayuntamiento – Coslada Plaza de las Madres de Mayo a las 10.30 h. – Plaza Grecia 12.00 h. – Parque del Paraíso (San Blas) 12.30 h. – Ciudad Lineal 14.00 h. – Plaza Manuel Becerra 15.00 h. – Plaza de la Independencia 15.30 h. – Llegada a Atocha 16.00 h.

COLUMNA EXTREMADURA

Salida de Metro Carabanchel Alto a las 11.00 h. – A las 12.30 h. Plaza de Oporto – 13,30 h. – Puente de Toledo – Llegada a Atocha 15.00 h.

COLUMNA EUSKAL HERRIA, LA RIOJA, BURGOS

Salida de Estación Metro de Manuel de Falla a las 8.30 h. Alcobendas – A las 12.00 h Plaza de Castilla – Plaza de Canal Isabel II a las 12.30 h. – Callao 14.15 h. Sol – Jacinto Benavente 14.45 h.

COLUMNA DE GALICIA

Llegada a Chamartin en tren y salida a las 13.30 h hacia Plaza Castilla – Castellana – Atocha

COLUMNA PAIS VALENCIÁ – REGIÓN MURCIANA

Salida del Polideportivo del Cerro del Telégrafo de Rivas Vaciamadrid  a las 9.00 h. – Llegada a la Avda. Federico García Lorca a las 10.30 h. Vallecas Pueblo. – Llegada a la Plaza Roja de Vallecas 12. 00 h. – Salida a las 13.30 h. Avda. de Buenos Aires, Avda. de la Albufera y Ciudad de Barcelona – Llegada a Atocha 15.00 h.

COLUMNA DEL EXTERIOR

Salida 14.00 h. Plaza de Lavapiés, c/ Valencia, c/ Miguel Servet, Glorieta Embajadores bordeándola en 270 º, Ronda de Valencia y Ronda de Atocha, finalizando en la mencionada Plaza del Emperador Carlos V (Plaza de Atocha)

MANIFESTACIÓN ATOCHA – COLÓN

Salida 17.00 h. Desde Atocha a Colón. Pancarta de cabecera se ubicará en Estatua de Velázquez (Museo del Prado). Llegada prevista a Colón sobre las 19.00 h. donde se realizará el acto central.

 

–         DOMINGO 23 DE MARZO 

ASAMBLEA ABIERTA -11.00 H-14.00 H

En la Plaza del Museo Reina Sofía celebraremos una asamblea abierta a colectivos y personas, para hacer una lluvia de ideas sobre la continuidad del 22M .

 

–         LUNES 24 DE MARZO

MANIFESTACIÓN RODEA EL CAPITAL -11.30 H

Calle de Antonio Maura, 2, bordearemos la Plaza Lealtad por su parte Sur, giraremos a la derecha en el Paseo del Prado, volveremos a girar a la derecha en la Plaza Lealtad seguiremos durante unos metros para girar a la izquierda y coger el lateral del Paseo del Prado, giraremos a la derecha en la calle Juan de Mena hasta la calle Ruiz de Alarcón hasta el nº 2 de la calle de Antonio Maura, 2,  este recorrido descrito lo repetiremos hasta las 13:30 horas.

 MANIFESTACIÓN NO PAGAMOS VUESTRA CRISIS -19.00 H

Paseo de la Castellana, 162, Ministerio de Economía, nos desplazaremos al Ministerio de Hacienda y Administraciones Públicas, seguiremos por el Paseo de la Castellana rodeando la Glorieta de Cuzco,  dirigiéndonos a el Paseo de la Castellana nº 67, Ministerio de “Empleo y Seguridad Social” y Ministerio de Fomento, a continuación por el mismo Paseo de la Castellana y Paseo de Recoletos nos dirigiremos al Banco de España y seguido el nº 18-20 del Paseo del Prado, Ministerio de “Sanidad, Política Social E Igualdad”, en todos los Ministerios y Banco de España realizaremos una pequeña parada en la que AUTORIDADES del ramo se dirigirán a l@s ciudadan@s por megafonía.