Sobre a mobilidade urbana

União de Ciclistas do Brasil UCB acabou de publicar uma atualização no abaixo-assinado que você particiou:

Candidatos a presidente do Brasil em 2014: Assinem a “Carta Compromisso com a Mobilidade Ciclística”

8.268 apoiadores.

Primeiro candidato assinará a Carta no dia 30/08
União de Ciclistas do Brasil UCB
Organiza do Abaixo-assinado 27 Ago, 2014

 

Eduardo Jorge, do PV, é o primeiro candidato a presidente a assinar a “Carta Compromisso com a Mobilidade Ciclística”. A Carta será assinada publicamente, em uma pedalada na Av. Paulista, em São Paulo/SP (sábado, 30 de agosto, 14h00, saída da Praça do Ciclista).

Todos os ciclistas estão convidados a prestigiar o gesto do candidato.

E reforçamos nosso pedido: divulgue o abaixo-assinado para que todos os candidatos conheçam e se comprometam com a pauta dos ciclistas.

UCB – União de Ciclistas do Brasil
www.uniaodeciclistas.org.br/eleicoes2014

Anúncios

fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar Domingo, 31 de agosto

Domingo, 31 de agosto, fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar

DSCF5622

Tarcisio Praciano Pereira

No dia 31 de agosto,  Doimingo, 19:00, já com o céu escurecido e nublado, covardemente, a Fábrica de cimento da Votorantim, em Sobral
voltou a atacar a população indefesa de Sobral orfã da prefeitura, orfã do governo do Estado, entregue à sanha lucrativa da
Votorantim que vem de São Paulo sujar o meio ambiente onde moramos. Uma espessa fumaça jogada pela chaminé da Votorantim
sobre o casario existente à volta da fábrica. O mau vizinho, Fábrica da Votorantim em Sobral.

Como sempre as autoridades municipais assim como as autoridades estaduais do meio ambiente tem conhecimento claro deste atentado

Reforma política

Reforma política

 

Repetindo:1. Quando: Domingo, 31 de agosto.
2. Em que hora: 19:00  quando fiz a observação e não sei por quanto tempo durou o ataque.
3. Onde: em Sobral na zona norte do Estado do Ceará
4. Quem: quem nos ataca é a Fábrica de cimentos da Votorantim em Sobral
5. O que? Uma fumaça espessa, em grande quantidade jogada pela chaminé se espalhando sobre a cidade no horário em que nos
preparamos para descansar.
6. Quem permite: o governo municipal de Sobral, e a secretaria de meio ambiente do Estado do Ceará

melhor errar "acertando" num novo corrupto que ter a certeza de ficar com um velho corrupto

Limpe o campo, jogue fora todos os velhos corruptos.

 

 

fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar – 27 de Agosto de 2014

Quarta, 27 de agosto, fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar

Tarcisio Praciano Pereira

No dia 27 de agosto, 18:30, já com o céu escurecido e nublado, covardemente, a Fábrica de cimento da Votorantim, em Sobral voltou a atacar a população indefesa de Sobral orfã de prefeitura, orfã do governo do Estado, entregue à sanha lucrativa da Votorantim que vem de São Paulo sujar o meio ambiente onde moramos. Uma espessa fumaça jogada pela chaminé da Votorantim sobre o casario existente à volta da fábrica.

O mau vizinho, Fábrica da Votorantim em Sobral.

Como sempre as autoridades municipais assim como as autoridades estaduais do meio ambiente tem conhecimento claro deste atentado

 

melhor errar "acertando" num novo corrupto que ter a certeza de ficar com um velho corrupto

Limpe o campo, jogue fora todos os velhos corruptos.

Repetindo:

1. Quando: Quarta, 27 de agosto.
2. Em que hora: 18:30 quando fiz a observação e não sei por quanto tempo durou o ataque.
3. Onde: em Sobral na zona norte do Estado do Ceará
4. Quem: quem nos ataca é a Fábrica de cimentos da Votorantim em Sobral
5. O que? Uma fumaça espessa, em grande quantidade jogada pela chaminé se espalhando sobre a cidade no horário em que nos preparamos para descansar.
6. Quem permite: o governo municipal de Sobral, e a secretaria de meio ambiente do Estado do Ceará

Reforma política

Reforma política

 

 

Nova fala contra a hipocrisia da ilegalidade das drogas

Drogas

Sugira uma descrição para este tópico.
21 seguidores
Direito Penal
Tráfico de Drogas
JusBrasil Destaques
Política de Drogas
Legalização das Drogas Editar tópicos

10 razões para legalizar as drogas
Salvar • 300 comentários • Imprimir • Reportar

Publicado por Liberdade Juridica – 23 horas atrás
75

Por Juan Carlos Hidalgo [1]

http://www.jusbrasil.com.br

 

 

Hipocrisia em volta da ilegalidade das drogas

Hipocrisia em volta da ilegalidade das drogas

1. A legalização colocaria fim a parte exageradamente lucrativa do negócio do narcotráfico, ao trazer para a superfície o mercado negro existente.

2. A legalização reduziria dramaticamente o preço das drogas, ao acabar com os altíssimos custos de produção e intermediação que a proibição implica. Isto significa que muita gente que é viciada nestas substâncias não teria que roubar ou prostituir-se com o fim de custear o atual preço inflacionado destas substâncias.

3. Legalizar as drogas faria com que a fabricação dessas substâncias se encontre dentro do alcance das regulações próprias do mercado legal. Abaixo da proibição, não existem controles de qualidade ou vendas de doses padronizadas.

4. O narcotráfico tem estendido seus tentáculos ao cenário político dos países. A legalização acabaria com esta nefasta aliança do narcotráfico e o poder político.

5. Legalizar as drogas acabaria com um fonte importante de corrupção, a qual aumenta em todos os níveis do governo devido ao fato de uma substancial parte de toda a classe de autoridades tem sido compradas, subornadas e extorquidas por narcotraficantes, criando um grande ambiente de desconfiança por parte da população quanto ao setor público de forma geral.

6. Os governos deixariam de desperdiçar bilhões de dólares no combate as drogas, recursos que seriam destinados a combater os verdadeiros criminosos: os que violam os direitos dos demais (homicidas, fraudadores, estupradores, ladrões etc).

7. Com a legalização se acaba com o pretexto do Estado de violar nossas liberdades civis com o fim de levar a cabo esta guerra contra as drogas. Grampos telefônicos, buscas, registros legais, censura e controle de armas são atos que atentam contra nossa liberdade e autonomia como indivíduos.

8. Legalizar as drogas desativará a bomba-relógio em que se converteu a América Latina, especialmente os países andinos, América Central e México. Isto tem levado a uma intervenção crescente por parte dos EUA, país que desde quase mais de uma década vem fortalecendo sua presença militar na região de uma maneira nunca vista desde o fim da Guerra Fria.

9. Em uma sociedade onde as drogas são legais, o número de vítimas inocentes produzidas pelo consumo e venda de entorpecentes seria reduzido substancialmente. Grande quantidade de pessoas que nunca consumiram essas substâncias ou que não estão relacionadas com essa atividade se veem prejudicadas ou perdem a vida devido as “externalidades” da guerra contra as drogas: violência urbana, abusos policiais, confiscos de propriedades, revistas e buscas equivocadas, entre muitos outros casos.

10. A legalização conduzirá a sociedade a aprender a conviver com as drogas, tal e como tem feito com outras substâncias como o álcool e o cigarro. O processo de aprendizagem social é extremamente valioso para poder diminuir e internalizar os efeitos negativos que derivam do consumo e abuso de certas substâncias.

[1] Juan Carlos Hidalgo é o analista político para a América Latina do Center for Global Liberty and Prosperity. Escreve frequentemente para os jornais americanos International New York Times, Miami Herald, Forbes, Huffington Post, New York Post, El País (Espanha), La Nación (Argentina), El Tiempo (Colômbia), El Universal (México), El Comercio (Perú), e El Mercurio (Chile). Atua como comentarista recorrente nos canais BBC News, CNN en Español, Univisión, Telemundo, Voice of America, Al Jazeera e Bloomberg TV.

Publicado originalmente no Portal Libertarianismo
Liberdade Juridica

Liberdade Juridica

Perfil destinado à divulgação de artigos relacionados ao direito e à liberdade individual, em suas mais diversas manifestações. Republicamos artigos de sites especializados no assunto e aceitamos contribuições individuais.
41 publicações
348 seguidores

Amplie seu estudo

Drogas
Direito Penal
Tráfico de Drogas
JusBrasil Destaques
Política de Drogas
Legalização das Drogas

300 Comentários

 

Limpando a sujeira do galinheiro

Reforma política

Reforma política

De olho nas/nos candidatas(os), se a(o) candidata(o) estiver gastando muito, carro por toda parte com a fuça da(o) candidata(o) sorridente, marque (X) em XYXY e nada de votar nela/nele. Do contrário vamos ter que pagar todos os gastos sob forma de CORRUPÇÃO!

melhor errar "acertando" num novo corrupto que ter a certeza de ficar com um velho corrupto

Limpe o campo, jogue fora todos os velhos corruptos.

E não reeleja ninguém, nem irmão de ninguém, nem parente de ninguém, nem amigo de ninguém. Melhor errar “acertando” num corrupto novo do que eleger o mesmo corrupto de sempre. Melhor ainda é não eleger nenhum corrupto….