E você aceita, mesmo, esta sacanagem?

República das bananas, Brasil tem 147 reis e rainhas recebendo ‘bolsa monarquia’

Share This

Imagem: 247-wiki - família imperial

O Brasil é uma incrível República com 147 reis e rainhas que vivem sem trabalhar recebendo uma “bolsa monarquia”. E uma bolsa bem melhor que o bolsa família. A ‘bolsa monarquia’ concede entre R$ 10 mil e R$ 26,5 mil para majestades estaduais. São as chamadas aposentadorias e pensões vitalícias aprovadas em 21 estados brasileiros. Elas beneficiam 104 ex-governadores e 53 viúvas.
Ao todo, a ‘bolsa monarquia’ consome R$ 46,8 milhões e toda a estrutura para mantê-la. Os beneficiários, de vários partidos, expõem uma característica da república brasileira, que é o político contra o povo.
Um benefício que só existe atualmente graças ao golpe civil-militar de 64, quando parte da elite política se apossou dos bens públicos com a força das armas, assassinou opositores e impedia qualquer crítica, quanto mais uma investigação. Daí, esse direito garantido de usurpar a população. Para OAB, benefícios são agressão ao princípio da moralidade; governadores argumentam que recebem porque é legal. Legal para eles! Veja trecho do 247:

“Reportagem dos jornalistas Simone Iglesias e Chico de Gois, publicada nesse domingo, 28, pelo O Globo, mostra que neste mês, Roseana Sarney (PMDB), que governava o Maranhão e renunciou ao cargo, fez o pedido da pensão ao tesouro de seu estado e passará a receber R$ 24 mil, além dos R$ 23 mil que já acumula por ser funcionária aposentada do Senado.

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), que deixará o governo da Bahia no dia 1º de janeiro, passará a receber automaticamente R$ 19,3 mil por mês. Este estado foi o último a aprovar uma lei garantindo o benefício aos seus ex-governadores, em novembro passado.

Um dos mais emblemáticos líderes da oposição, o presidente do DEM, Agripino Maia (RN), também recebe R$ 11 mil de pensão pelo seu estado como ex-governador, que soma-se aos vencimentos de R$ 26,7 mil do Senado.

Dos 26 estados e o Distrito Federal, 21, uma esmagadora maioria, pagam as aposentadorias vitalícias. Em 11 deles — Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Pará, Roraima, Acre, Bahia, Rondônia, Maranhão, Amazonas e Paraíba — a regra está ativa e vale para os governadores que deixarão os cargos dia 1º de janeiro.” (Texto integral)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s