Não queremos que as nossas histórias de dor virem casos de polícia.

Na última quarta, deputados da CPI do Aborto da Alerj, aprovaram um relatório que sugere a criação de uma lei obrigando que a polícia seja notificada toda vez que uma mulher for atendida na rede pública de saúde em uma situação de aborto.

Temos uma chance de barrar esse projeto: quando ele tiver que passar pela votação de todos os 70 deputados. Não há data certa para isso, mas a votação pode acontecer a qualquer momento.

Precisamos de ajuda pra planejar táticas e ações para barrar o projeto. Se inscreva no formulário para saber dos próximos passos.

http://www.mulheresmobilizadas.meurio.org.br/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s