62 pessoas desfrutam da metade do que todos nós temos

62 pessoas podem desfrutar da metade do que todos nós temos

62 pessoas desfrutam da metade do que todos nós temos

Temos de mostrar a verdade núa e crúa: os espaços livres de impostos.  Depois, ninguém acumulou riqueza sozinho, o fez em parceria com quem trabalha e tem que pagar a sua parte dos impostos que é uma forma mínima de produzir distribuição de riqueza.

São os “tax havens” ou os “idílios sem imposto” onde também se vai ao extremo na exploração de quem trabalha, sim, exatamente nestes locais.

manifeste-se junto aos administradores mundo afora para encerrar os idílios sem impostos: assine a carta 

Vivemos num mundo em que 62 “bilionários” (ou seriam trilhonários? ) tem a metade de tudo aquilo que todos nós outros temos, e o que é pior, temos que dividir palmo a palmo e no final com intransigência, com cada um dos que convivem conosco como se fossem estes os nossos inimigos quando na verdade os inimigos são os outros “62”.  Os idílios sem impostos  representam  uma perda de pelo menos 170 bilhões de dólares, cada ano, para os países pobres. E se pergunte quem são os países pobres?

Ajude a terminar idílios sem imposto: entre em ação

Vamos deixar claro que não aceitamos viver em meio à pobreza que os “tax heavens” têm que ser acabados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s