Eu não sei qual é a solução, mas identifico alguns problemas

Eu queria começar dizendo que eu não sei qual é a solução e se você encontrar alguém dizendo que tem a solução, se afaste pois se trata dum bobo ou um doente mental.

Mas eu quero elencar alguns tópicos que não fui eu quem os inventou e nem sei quem tratou especificamente de cada um, eu agora sentei-me para pensar e fui catando os problemas de cuja análise venho assistindo, lendo, e também participando. Vou enumerá-los apenas por razões de organização não pretendo de forma alguma ordená-los quanto à prioridade. E certamente a minha lista não é completa, é apenas a minha contribuição para a discussão.

E começo desculpando-me se alguém se sentir agredido pela minha redação e deixo claro que esta não pode ser a minha intenção, senão, como ser humano, erro. E somente não erra é quem nada faz.

1) usando uma forma agressiva de falar, mas muito comum, as bolsas-esmola foram uma solução para um problema premente, tirar gente a miséria total mas uma solução sem uma planejamento estratégico no fim foi uma solução eleitoreira. Não começou com Lula e sim com FHC. apenas Lula viu o seu efeito nos dois sentidos e foi a fundo neste solução. É um problema grave que foi criado por aí, junto com certa redenção social para muitas pessoas. A ascensão social acelerada era, e é, uma necessidade urgente para uma grande parte da população, apenas teria que ser feita, aceleradamente, mas com uma estratégia que conduzisse a esta grande parcela da população a se integrar numa sistema econômico social e este sistema econômico social abrigador não existe.

2) Nós, os intelectuais progressistas criamos um líder carismático a partir dum operário sem grandes instruções que hoje pensa que é um grande político, e de fato ganhou muita experiência sem ter um lastro teórico na cabeça, é um entulho político em que muita gente ainda acredita, pese o grande avanço e desenvolvimento pessoal que ele alcançou,  é outro problema grave. Eu não acredito que ele tenha roubado nada, mas estou certo de que ele foi conivente com muito roubo. Fala-se da lista da Odebrecht que estaria nas mãos dum certo juiz do STF e da qual já vasou alguns detalhes sendo o principal detalhe que os nomes de Lula e Dilma não se encontram na lista.  Mas quem usa a expressão “lutopetista” eu entendo que está com motivações diferentes daquela que precisamos.

3) Existe uma direita aloprada distribuída em diversos partidos e que gostariam do 3º turno que é em grande parte o que está havendo sob a bandeira do impeachment. Não pude identificar ninguém de respeito na área jurídica que concorde com a existência de razões legais para que se inicie o impeachment. Pelo contrário, o clima de impeachment impede que o governo funcione coisa que todos precisamos.

4) O contexto do capitalismo internacional é gravíssimo, sem petróleo, sem água, com escassas fontes agrícolas, com o meio ambiente extremamente deteriorado, o Brasil é um paraíso para exploração e é preciso cortar a inserção do Brasil no BRINC e trazê-lo de volta para a “OTAN”, leia-se a organização capitalista do grupo Americano, Francês, Inglês, Alemão com mais alguns setores periféricos como a periférica Suécia que pousou de pacifista coisa que nunca foi, e agora está despindo a pele de lobo para entrar para OTAN.  Aqui a mídia suja, cujos nomes eu me recuso a escrever,  está fazendo o papel para jogar pessoas contra pessoas e criar um caos social que de repente permita uma intervenção externa.

5) É preciso ter cuidado com o que vou dizer agora, estou falando resumidamente, não pretendo ferir ninguém, mas não tenho tempo para selecionar muito a linguagem. Precisamos esquecer Gramsci, Lenine, Marx, (e até Hegel…), Montesquieu, Rosseau… com todo respeito pelo que foram, eles viveram em outra época e certamente estariam muito longe de conseguir imaginar que chegaríamos ao capitalismo
universal com a economia transformada num tremendo videogame e num cenário terrível de destruição ambiental a nível mundial de que o aquecimento global é apenas um dos aspectos.  Eles pouco teriam o que nos dizer disto tudo. Nós vivemos num problema totalmente novo e temos que encontrar a solução com as nossas forças, unidos para um bem comum. O inverso disto é catástrofe, simplesmente.  As informações que eles nos podem dar é apenas auxiliar, no máximo.

6) Há uma crise ecológica que possivelmente já nos está a engolir, ilhas de plástico do tamanho da Groenlândia flutuam no Pacífico, ninguém conseguiria imaginar que conseguiríamos sujar os oceanos eles já estão sujos. Ninguém sabe o que será do Japão com sua crise nuclear, sem mencionar o norte da Ucrânia.

7) Um pequeno detalhe, mas significativo, o juiz Moro começa a representar um novo “líder carismático” e ao mesmo tempo é um instrumento do imperialismo norte americano como já foi denunciado com o seu treinamento de um mês dentro da Universidade de Harvard, não como uma proposta daquela Universidade uma vez que ela entrou apenas como o local em que o proponente, o Departamento de Estado, realizou o treinamento. E não precisamos de lideres carismáticos, precisamos é ter uma unidade é um grande parlamento em que todos estejam representados para encontrarmos uma solução comum para definir a nossa vida.

Eu não penso que eu tenho exposto a solução!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s