Historiografia dos golpes na Pindorama

1) A invasão da Pindorama

Da wikipedia, Pindorama
é uma designação para o local mítico dos povos tupis-guaranis, que seria uma terra livre dos males. Os arqueólogos acreditam que o mito tenha se formado na época das antigas migrações, quando os tupi-guaranis se deslocaram para o litoral brasileiro, atual região oriental da América do Sul.[1] Vários grupos tupis-guaranis habitavam a região até a “invasão de Pindorama”, mais conhecida como “descoberta do Brasil”;[2] [3] [4]

De Renato Alves, em “PINDORAMA – Descobrimento ou Invasão”
“Seis mil e quinhentas luas são passadas
desde que eles chegaram a Pindorama
pelo tenebroso mar paridos.
E “descobriram” a terra já descoberta
onde Tupã pusera o paraíso:
Grandes rios, praias, florestas, igarapés…”

Com a palavra chave, “invasão da Pindorama” se podem encontrar vários textos em que há variado conteúdo descrevendo o golpe de 22 de abril de 1500.

Haveria que compilar detalhadamente escrevendo corretamente a história do Brasil, como foi cruento, desumano, arbitrário, cruel e nefasta a invasão de Pindorama que, para descrever com de forma curta, eliminou quase que a totalidade dos habitantes de Pindorama.

Para marcar o golpe esta terra foi chama de Terra de Santa Cruz indicando o despreso para com os  sentimentos religiosos dos que aqui viviam.
2) O golpe de 7 de Setembro de 1822

Em 7 de setembro de 1822, um jovem rebelde toma para si o domínio de Pindorama chamando isto de “independência’, mais um golpe.

3) O golpe político-militar ocorrido em 15 de novembro de 1889

O golpe político-militar ocorrido em 15 de novembro de 1889 transformou a Pindorama numa república com um macharel se chamando de presidente.

4) Com o golpe de 1937, Getúlio Vargas instituiu o Estado Novo.

5) O golpe de 1º de abril de 1964

No golpe de 1º de abril de 1964, uma amalgama de militares, homens de negócios e interesses americanos introduziu nova ditadura na Pindorama que perdurou até 1988 quando foi promulgada a Constituição Cidadã que logo, logo, começou a ser remendada e rasgada porque, como sempre os “homens de negócios” nunca conseguiram entender que liberdade, igualdade e fraternidade, os três princípios básicos da Revolução Francesa que constituiram a ideia de república, ou res publica, era a forma ideial para que todos vivessem bem em busca duma relativa igualdade entre todos. O que nos leva à tentativa de golpe de 2016, apenas 28 anos de experiência de democracia.

6) A tentativa de golpe de 17 de abril de 2016

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s