Privar as mulheres de atendimento integrado, especializado e humanizado é uma forma de violentá-las pela segunda vez.

violenciaRio

 

O orçamento anual para manter esses e outros serviços atrelados a Subsecretaria de Políticas para as Mulheres é de aproximadamente R$ 3 milhões, valor relativamente baixo para equipamentos tão importantes – em 2016, o estado gastou o dobro com aluguel de vagas de estacionamento, por exemplo. Por isso, mesmo em tempos de crise, não há justificativa para que eles não funcionem.

Privar as mulheres de atendimento integrado, especializado e humanizado é uma forma de violentá-las pela segunda vez. Neste mês de março, vamos nos mobilizar e mostrar a Pedro Fernandes que não aceitamos nenhum direito a menos!

Envie agora seu email de pressão a Pedro Fernandes exigindo o bom funcionamento dos equipamentos: http://www.mulheresmobilizadas.meurio.org.br/

Por um Rio que respeite as mulheres,

 

 

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Privar as mulheres de atendimento integrado, especializado e humanizado é uma forma de violentá-las pela segunda vez.

  1. Pingback: Privar as mulheres de atendimento integrado, especializado e humanizado é uma forma de violentá-las pela segunda vez. | Matemática em Sobral | METAMORFASE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s