Porque o fatorial de zero é 1

 

Fatorial01

Fatorial04

e na equação (4), acima, você tem a linha de ordem 3 do triângulo de Pascal

1 3 3 1

Fatorial02

Na figura (fig. 1) aparecem as 25 primeiras linhas do chamado Triângulo de Pascal que foi gerado por um programa que eu escrevi em python

programa convol.py que gera linhas do triângulo de Pascal

Para rodar o programa, abra um terminal (em Linux é fácil e é uma beleza hahahah!) e rode

python convol.py

Se não tiver python instalado, instale que é gratuito!

Fatorial03

Fatorial05

 

 

Sadismo do sistema de segurança

Porque isto de ficar sempre perguntando se já morri é, no mínimo, desagradável!

Os sistemas de segurança estão marcados por uma atitude sádica, infelizmente. Hoje eu tentei obter um contra-cheque, o meu holerit, para comprovar que recebo salário de algum lugar e enfrentei o sadismo do “Guardião” do governo do Estado do Ceará.

Que é preciso haver verificação, não duvido!  Apenas tem meios simples e efetivos para fazer isto sem maltratar a cidadã ou o cidadão. Entrei no sistema do Estado e não senti esta qualidade, pelo contrário, fui desrespeitado e tolhido dos meus
direitos exatamente pela falta de qualidade. Qualidade é agradável, vindo da
parte do governo, deve ser “invisível”: eu não quero sentir que o governo
existe! Eu quero sentir que o governo me sirva!  O governo é meu servo e não o contrário!

Desculpe-me o tom um pouco agressivo, mas verá pelo conteúdo que tenho razão,
fui desrespeitado!

Tentei entrar na minha conta da SEPLAG para encontrar um aviso de
que teria que trocar a senha, o que fiz embora considere isto mais um incômodo
do que uma prova de segurança. Obedientemente, o que me contrária
profundamente porque sou por natureza DESOBEDIENTE, troquei a sennha.
Quando voltei a entrar recebi a grotesca mensagem de que o meu acesso estava
desativado porque passei mais de 120 dias (não tenho certeza do número)
sem acessar a SEPLAG! Será que vão cortar o meu salário porque passei 127
dias sem comparecer à SEPLAG? Estou apavorado!

Quer dizer que a SEPLAG espera que esteja sempre presente, uma carência?
ou um sadismo típico da “segurança”? E agora, o que faço? Não encontrei nenhuma
saída proposta na página, nem um local ou entidade para onde eu possa recorrer?
E preciso, com urgência, do meu contracheque – tenho que provar que ganho
algum dinheiro e de quem!

Eu entendia que governos existem para organizar a sociedade e que devem ficar
“invisíveis” no sentido de que o cidadão praticamente não observe que existem.
Governos fortemente presentes, sempre mandado e incomodando, autoritários,
apenas incomodam,

Solicito uma solução urgente para o meu direito!

E observe-se que já usei o canal da Ouvidoria com objetivos parecidos, já fiz sugestões
que ficaram ignoradas de como cumprir com o objetivo importante de
fiscalização e segurança relativamente aos servidores, verificação se não morreram,
por exemplo. E tem soluções simples, rápidas, efetivas sem que precisemos sentir
o autoritarismo governamental. Afinal o governo é meu funcionario e deve
respeitar-me!     Porque isto de ficar sempre perguntando se já morri é, no mínimo, desagradável!

Vão escutar-me, vai atender-me? Quando?

Tarcisio Praciano-Pereira – @tppereir (no telegram)

Arte patriótica dos ativistas na Rede da Liberdade

CovardiaAssassina