Arte patriótica dos ativistas na Rede da Liberdade

CovardiaAssassina

Não existe uma prisão que possa conter junto com Lula, o velho chico, universidades e a fome que ele extinguiu

Depoimento de Lula em Curitiba

– Não há cadeia suficiente para Lula, não há construção erigida que suporte tamanha pena, que dê conta de tanto pecado. Haja grades de ferro e de aço que sejam capazes de segurar, de reter e de trancafiar tanta coisa numa só, tanta gente num só homem. Não há cadeia no mundo que seja capaz de prender a esperança, que seja capaz de calar a voz.

Porque, na cadeia de Lula, não cabe a diversidade cultural
Não cabe, na cadeia de Lula, a fome dos 40 milhões
Que antes não tinham o que comer
Não cabe a transposição do São Francisco
Que vai desaguar no sertão, encharcar a caatinga
Levar água, com quinhentos anos de atraso,
Para o povo do nordeste, o mais sofrido da nação.
Pela primeira vez na história desse país.

Pra colocar Lula na cadeia, terão que colocar também
O sorriso do menino pobre
A dignidade do povo pobre e trabalhador
E a esperança da vida que melhorou.

Ainda vai faltar lugar
Para colocar tanta Universidade
E para as centenas de Escolas Federais
Que o ‘analfabeto’ Lula inventou de inventar
Não cabem na cadeia de Lula
Os estudantes pobres das periferias
Que passaram no Enem
Nem o filho de pedreiro que virou doutor.

Não tem lugar, na cadeia de Lula,
Para os milhões de empregos criados,
(e agora sabotados)
Nem para os programas de inclusão social
Atacados por aqueles que falam em Deus
E jogam pedras na cruz.

Não cabe na cadeia de Lula
O preconceito de quem não gosta de pobre
O racismo de quem não gosta de negro
A estupidez de quem odeia gays
Índios, minorias e os movimentos sociais.
Não pode caber numa cela qualquer
A justiça social, a duras penas, conquistada.
E se mesmo assim quiserem prender
– querer é Poder (judiciário?),
Coloquem junto na cadeia:
A falta d’água de São Paulo,
E a lama de Mariana (da Vale privatizada)
O patrimônio dilapidado.
E o estado desmontado de outrora
Os 300 picaretas do Congresso
E os criadores de boatos
Pela falta de decência
E a desfaçatez de caluniar.
Pra prender o Lula tem que voltar a trancafiar o Brasil.
O complexo de vira-latas também não cabe.
Nem as panelas das sacadas de luxo
O descaso com a vida dos outros
A indiferença e falta de compaixão
A mortalidade infantil
Ou ainda (que ficou lá atrás)
Os cadáveres da fome do Brasil.
Haja delação premiada
Pra prender tanta gente de bem.
Que fura fila e transpassa pela direita
(sim, pela direita)
Do patrão da empregada, que não assina a carteira
Do que reclama do imposto que sonega
Ou que bate o ponto e vai embora.
Como poderá caber Lula na cadeia,
Se pobre não cabe em avião?
Quem só devia comer feijão
Em vez de carne, arroz, requeijão
Muito menos comprar carro,
Geladeira, fogão – Quem diz?
Que não pode andar de cabeça erguida
Depois de séculos de vida sofrida?
O prestígio mundial e o reconhecimento
Teriam que ir junto pra prisão
Afinal, (Ele é o cara!)
Os avanços conquistados não cabem também.
Querem por Lula na cadeia infecta, escura
A mesma que prendeu escravos,
‘Mulheres negras, magras crianças’
E miseráveis homens – fortes e bravos
O povo d’África arrastado
E que hoje faz a riqueza do Brasil.
Lula já foi preso, ele sabe o que é prisão.
Trancafiado nos porões da ditadura
Aquela que matou tanta gente,
Que tirou nossa liberdade
A mesma ditadura que prendeu, torturou.
Quem hoje grita nas ruas
Não gritaria nos anos de chumbo
Na democracia são valentes
Mas cordatos, calados, covardes
Quando o estado mata, bate e deforma.
Luis Inácio já foi preso,
Também Pepe Mujica e Nelson Mandela.
Quem hoje bate palmas, chora e homenageia,
Já foi omisso, saiu de lado e fez que não viu.
Não vão prender Lula de novo
Porque na cadeia não cabe
Podem odiar o operário
O pobre coitado iletrado
Que saiu de Pernambuco
Fugiu da seca e da fome
Pra conquistar o Brasil
E melhorar a vida da gente
Mas não há
Nesse mundão de meu Deus
Uma viva alma que diga
Que alguém tenha feito mais pelo povo
Do que Lula fez no Brasil.
“Não dá pra parar um rio
quando ele corre pro mar.
Não dá pra calar um Brasil,
quando ele quer cantar.”
Lula lá!

Na encolha, o secretário estadual de Educação, Wagner Victer, quer cortar a gratuidade no transporte público de estudantes das redes municipal e federal.

O corte começa a valer já na segunda, dia 08 e vai impactar 27 mil alunos, que ficarão sem acesso à trens, metrôs, barcas e ônibus intermunicipais.
 
A decisão de Victer é absurda e inadmissível: além de atingir diretamente o acesso à educação dos nossos estudantes, sem qualquer aviso prévio, ela também fere a Lei Estadual 4510/2005. O pedido de corte foi feito por Victer no começo de abril, mas só agora veio à público, quando faltam menos de 3 dias para que entre em vigor.
 
Covardia esta de cortar custos em cima dos mais fracos.  Poderia cortas nos gastos do Judiciário ou não tem coragem para tal?

Covardia esta de cortar custos em cima dos mais fracos. Poderia cortas nos gastos do Judiciário ou não tem coragem para tal?

Mais uma vez, o respeito com os alunos e com a população foi a última prioridade. É possível que essa seja mais uma estratégia do governo estadual para chantagear o governo federal em troca de dinheiro: o Rio de fato está quebrado, mas usar os estudantes como reféns nesse jogo é intolerável.
 
Faltam só 3 dias para que o corte comece a valer e 27 mil alunos fiquem sem acesso ao transporte público. Temos que reagir imediatamente, cobrando do secretário de Educação de Wagner Victer, que mantenha a gratuidade.
 
Envie sua mensagem de pressão agora!
Covardia esta de cortar custos em cima dos mais fracos.  Poderia cortas nos gastos do Judiciário ou não tem coragem para tal?

Até porque eu sou um terrível consumidor de mel de abelha!

This community is just so wonderful. Thanks to SumOfUs-members from all over the world, beekeepers were able to attend the Bayer shareholder meeting last Friday and give a first-hand account of the bee die-off caused by Bayer’s pesticides.

And the support didn’t stop there. In the run-up to the AGM, Bayer tried to silence us — they even labeled our protest with the beekeepers a “terrorist threat”. With our help, the critical shareholders were able to battle Bayer in court and make sure the protests could go ahead — right outside Bayer’s front door.

Thank you for being a part of our community and standing up to corporate bullies like Bayer. Annette, one of the beekeepers that attended the AGM, wanted me to pass on this message back to you — click the image below to watch:

Our protests didn’t go unnoticed. Media outlets from all over the country picked up pictures of our protest — even German TV and political leaders were interested in what the beekeepers had to say.

We’ve been at the Bayer annual shareholder meeting for a few of years now — but this year was different. This year more beekeepers than ever were raising their voices, the protests were bigger, the movement was stronger.

Bayer is under massive pressure. Its deal with Monsanto is looking more shaky than ever. Its reputation is in tatters. This is all thanks to you!

Thank you for standing up for the bees,
Anne, Wiebke, Christian and the whole team at SumOfUs

Apesar de decisão da Justiça, a PM segue invadindo as casas dos moradores!

http://www.respeitaomorador.meurio.org.br/1.
Pelo menos cinco casas da Alvorada, no Complexo do Alemão, foram invadidas por um grupo de policiais militares e estão sendo utilizadas como bases provisórias da UPP Nova Brasília. Enquanto isso, os moradores estão impedidos de voltar para suas residências.
2.
A UPP, que já está há quase cinco anos no Alemão, construiu uma base blindada no meio dessa localidade. A “desculpa” para invasão das casas era justamente as obras dessa base, mas mesmo com a construção entregue, os PMs não saem das casas.

3.
A violência no Complexo do Alemão vem se agravando muito no último ano. A comunidade enfrenta tiroteios quase diários: só em março, foram pelo menos duas vítimas fatais e cinco feridos por armas de fogo*. Situação inadmissível, ainda mais para uma comunidade “pacificada”.

4.
Em Audiência Pública realizada na Defensoria Pública em 24 de abril, o Comandante Geral da PM assumiu que a invasão das casas é uma estratégia da polícia. Ele também prometeu que no dia seguinte as casas seriam devolvidas aos moradores, mas nada aconteceu.

5.
Na última sexta-feira, dia 28 de abril, a Justiça concedeu uma liminar dando razão aos moradores e determinando que os policiais deixassem as casas invadidas imediatamente. O Secretário de Segurança e a Polícia Militar foram notificados oficialmente apenas no dia 02 de maio. Agora o cumprimento da ordem é obrigatório.

6.
Mesmo com a decisão em mãos, até esta manhã (dia 3) os policiais ainda não saíram de todas as casas, em uma clara atitude de insubordinação ao Judiciário, o que é um absurdo!

Fontes: Bom Dia Brasil, G1, EBC, UPP Nova

http://www.respeitaomorador.meurio.org.br/

Homossexuais na Chechenia estão sendo trucidados

URGENTE: Presidente da Chechênia declara que vai aniquilar a população gay nas próximas quatro semanas.

Ativistas na luta contra a repressão brutal aos gays na Chechênia precisam ainda mais de nossa ajuda, e rápido.

A rede de resistência local formada para lutar contras essas atrocidades não é párea aos agentes criminosos do governo que abordam “homosexuais em potencial” e os prendem em tenebrosos centros de detenção ilegais onde são torturados. Em alguns casos, eles são assassinados se não revelam os nomes de seus amigos e companheiros.

HomossChechenia

 

É assim que podemos salvar vidas: financiando abrigos, arrecadando recursos para tirar essas pessoas de lá e dando o apoio jurídico que precisam, além, é claro, de cobertura na imprensa e realizando campanhas contra essas leis terríveis. A cada dia que passa, mais pessoas estão sob a ameaça de serem presas — vamos mostrá-las que o mundo não vai ficar de braços cruzados observando sua aniquilação:

Uma doação na luta contra o massacre na Chechenia