Isto pode acontecer com você ou comigo, estamos ficando vulneráveis.

Esta hiostória, de que vou traduzir parte, “In Rio, office workers join the ranks of the homeless” – “no Rio, trabalhadores de escritório entram na classe dos sem teto”, publicado aqui duma seleção de notícias que me chega via a presitigiosa universidade americana, MIT, portanto não é uma notícia da esquerda brasileira se revoltando contra a ditadura emburrecida do judiciário brasileiro em apoio aos criminosos que assaltaram o congresso e que agora falam em “parlamentarismo”.

Gilson Alves, que trabalhou por 35 anos como técnico de raios-x nos hospitais públicos do Rio de Janeiro, agora compartilha uma sala com seis pessoas mais velhas em um abrigo público sem-teto AFP / Mauro PIMENTEL Na foto eu incluí também o caso do Rafael, um cidadão classificado como “negro”, como se os seres humanos fossem como cachorros que tivessem cor e raça, mas que está há mais dum ano preso porque caiu na desgraça da polícia que resolveu perseguí-lo e como a polícia tem crédito prioritário na “justiça” está valendo a palavra dos políciais de que Rafael estava vendendo e transportando droga quando tudo indica que ele tinha nas mãos um garrafa plástica com detergente quando foi preso. O outro na foto é um trabalhador aposentado que trabalhava com raios X em hospitais do Rio e hoje vive de caridade pública numa casa de desabrigados.

Estas desgraças podem acontecer comigo, consigo, com qualquer um de nós como por exemplo com o milionário filho do golpista ou com o filho bundão da ministra dum tribunal que foi flagrado com droga e armas mas solto em seguida, ou com qualquer filho de ministro do STF e mesmo com algum dos próprios ministros. Ninguém estará protegido quando a sociedade ruir por inteiro como é o que estamos vendo acontecer com os efeitos nojentos deste golpe que destrói as amparas sociais que nos protegem a todos. Quem se lembra do nome do poderoso chefão do STF ou do STJ, aquele que arrasou com um estagiário apenas porque estava à sua frente num terminal bancário? Não me lembro do seu nome nem lembro-me de que tribunal ele era o chefão, mas lembro-me do caso nojento porque fui um dos milhares que divulgamos insistentemente a grosseria e a falta de justiça do bufão. Se ele cair em desgraça porque um filho se meta, por exemplo, com uma gang de narcotráfico, a quem ele irá recorrer? Ou todos, cuidadosamente, se afastarão dele como de um leproso fétido. Quem se lembrará dentro de dois ou três anos desta Lúcia que ora ocupa a cadeira de presidente do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades)? ela mesma que foi hostilizada numa Universidade em Minas onde ela pensa continuar o “ministério”, coitada! Eu nem mesmo sei o o seu nome por completo e não perderia o meu tempo e espaço de memória com coisa tão sem importância. Guardo este espaço para a Águia de Haia, Ruy Caetano Barbosa de Oliveira, ou para o negro imortal Machado de Assis, ou Getúlio Vargas cujo legado este golpe imundo tenta destruir, Kubischeck de quem Brasília é mais do que mausoleo, ou Lula que robou 40 milhões à pobreza. O resto, é resto!

Sem direitos podemos rolar qualquer um de nós para o ralo como é o caso destes cidadãos que estão sendo retrados neste artigo: (1) o Rafael, um vendedor ambulantes, (2) Gilson que trabalhou como técnico de raios-X durante anos, e portanto pagou para ter uma aposentadoria e uma velhice tranquila e agora pena com apoio, felizmente, dum sistema de caridade pública, (3) um trabalhador de escritório de companhias que eram fortes, Vilmar, com 58 anos, e que hoje, ainda no vigor dos seus anos de trabalho, se encontra desempregado e dormindo em bancos de praça nas próximidades dum aeroporto para usar da proteção do sistema de segurança pública que funciona nestes locais. A unica coisa de que são capazes golpistas, produzir miséria.

Poderia ser você, poderia ser eu, e pode ser o milionário filho do golpista ou com o filho bundão da ministra dum tribunal que foi flagrado com droga e armas mas solto em seguida, ou com qualquer filho de ministro do STF e mesmo com algum dos próprios ministros. Sem a proteção dos direitos que estão sendo destruídos, todos poderemos rolar para a vala dos miseráveis por um “golpe de sorte” ao reverso. Quem nos protege é um sistema legal forte e impessoal, como seria a Constituição Cidadã que os golpista estão rasgando aos poucos com a cumplicidade deste pobres coitados que perambulam enrolados num manto preto pelos corredores do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades).

Tome o caso do Vilmar Mendonca que foi diretor de recursos humanos de algumas empresas no Brasil. Hoje ele é um sem-teto, dormindo ao ar livre junto com milhares de outras vítimas da crise econômica do país.

Leia mais em sem teto mas com história de trabalho e lembrança de decência, como você, como eu, como qualquer um que antes vestisse paletó e gravata.

Poderia ser você, poderia ser eu, e pode ser o milhonário filho do golpista ou com o filho bundão da ministra dum tribunal que foi flagrado com droga e armas mas solto em seguida, ou com qualquer filho de ministro do STF e mesmo com algum dos próprios ministros. Ele deixa parte dos seus pertences nas dependências dum banco onde ele tem conta, naturalmente, com apoio de algum funcionário que o conhece e conhece a sua triste história, como poderia acontecer comigo, ou com você, ou com qualquer um dos que agora são ministros do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades), do contŕário pode perder coisas importantes nas mãos dos muitos ladrões de rua com aconteceu com outro descrito nesta mesma história. Hoje ele faz sua higiene em banheiros públicos, no aeroporto, por exemplo, onde ele mora de noite num banco da praça, e vive de alimentos distribuídos por organizações de caridade. Poderia ser você, poderia ser eu, e pode ser o milhonário filho do golpista ou com o filho bundão da ministra dum tribunal que foi flagrado com droga e armas mas solto em seguida, ou com qualquer filho de ministro do STF e mesmo com algum dos próprios ministros. Como muitos em sua situação, ele não contou a ninguém até onde ele caiu, ainda esperando que isso seja temporário, e naturalmente com vergonha de que isto lhe tenha sucedido, uma injustiça terrível que é muito natural duma sociedade em decomposição provocado por um golpe que destrói as amarras dos direitos antes inscritos na Constituição que eles rasgam com a cumplicidade dos “ministros” do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades)

Durante o dia que ele usa as facilidades da Internet que tem acesso via cafés e livrarias, ou de sua própria residência, o aeroporto, e usa Facebook – onde sua foto o mostra em um terno e gravata – e vai para entrevistas de emprego onde ele compete contra centenas de candidatos mais jovens. Aqui se vê outra miséria do golpe que poderia acontecer comigo, ou com você, ou com qualquer um dos que agora são ministros do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades), ou no futuro com o filho hoje milionário do golpista quando o pai também cair na desgraça porque esta é a sina dos golpistas, hoje de cima, amanha por baixo. Ninguém estará protegido quando a Sociedade ficar destruída e cairmos na selvageria econômica sem lei. Eu mesmo estou sob risco sério, sou aposentado e no fim de semana o golpe esteve trabalhando para ver como poderia destruir o resto de aposentadoria que temos e poderá respingar em você, ou com qualquer um dos que agora são ministros do STF (Sistema de Tragédias e Falsidades), ou no futuro com o filho hoje milionário do golpista quando o pai também cair na desgraça porque esta é a sina dos golpistas, hoje de cima, amanha por baixo.

Não vou traduzir tudo e nem republicar porque eu cairia na ilegalidade, o que estou fazendo é uma citação alongada com a citação da fonte onde você poderá ler em inglês ou traduzir com auxílio de alguma página de tradução, (tem uma muito conhecida, mas há diversas outras e algumas até melhores).

Anúncios

Um pensamento sobre “Isto pode acontecer com você ou comigo, estamos ficando vulneráveis.

  1. Pingback: Isto pode acontecer com você ou comigo, estamos ficando vulneráveis. | Matemática em Sobral – METAMORFASE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s