Comemoração em Londres do centenário da expulsão dos palestinos de sua terra

Newsletter – 30 October 2017
Justice Now: Make It Right For Palestine – National March & Rally
Saturday 4 November – Assemble 12 noon
Grosvenor Square, W1K 6LF (note the change of assembly point), London

Demonstrate this Saturday to mark the centenary of the Balfour Declaration in which Britain laid the basis for the creation of the Israeli state and the subjugation of the Palestinians. Israeli Prime Minister Benjamin Netanyahu is going to be in London for the centenary, which makes it all the more important that we have a massive turnout.

Stop the War is one of the co-organisers of the march, alongside the Palestine Solidarity Campaign, Palestinian Forum in Britain, Friends of Al Aqsa and the Muslim Association of Britain. Join us! If you are able to volunteer for Stop the War at the demo, please contact us at office@stopwar.org.uk.
Stop the War showing of The Coming War on China
Fundraiser screening and Q&A with John Pilger
28 November | 6 for a 6.30 start – 9pm
Rio Cinema

107 Kingsland High Street
E8 2PB
London

The Coming War on China is a documentary film by the award-winning journalist and filmmaker John Pilger.

Filmed over two years in the Marshall Islands, Japan, Korea, China and the United States, the film reveals a build-up to war on the doorstep of China. More than 400 US military bases now encircle China in what one strategist calls “a perfect noose”. Bringing together rare archive and interviews with witnesses, Pilger reveals the US’s secret history in the region.

As Trump threatens China with a trade war and worse, this film is both a warning and an inspiring story of resistance.

You can book your ticket here. The film starts at 6.30 sharp.
A chance for change – urgent Stop the War appeal

We’ve launched an appeal on Friday. A big thank you to everyone who has donated already.

Recent revelations that the UK has dropped more than 3,400 bombs and missiles in Iraq and Syria have confirmed how involved Britain has been in the carpet bombing which is estimated to have led to 40,000 civilian deaths in Mosul alone.

We now have a chance to break this cycle of violence and to develop a peaceful foreign policy in Britain. Stop the War is at the forefront of the campaign for change.

We need to intensify our campaigning and we are asking for your generous help. Your donations will enable us to promote the anti-war arguments more widely, support new Stop the War groups springing up around the country, sustain an increased level of staffing and upgrade our communications.

The target for our appeal is £25,000. Please give generously.

The first 10 to donate £100 or above will receive a copy of the book People Power: Fighting For Peace signed by Lindsey German.

£50 pays for an advert reaching thousands of people.
£100 pays for 50 placards.
£300 is enough to book a film screening.
£650 pays for a public rally.

Donate here

Anúncios

Salvar animais no limiar da extinção

We’re sorry. We did everything we could.

We told you it was National Sloth Day. It wasn’t enough.
We told you pygmy sloths are rapidly disappearing.
It wasn’t enough.
We told you we might be their
last chance for survival. It wasn’t enough.

What can we say to make you care about these defenseless little sloths, Tarcisio?

Any amount will help save lives. Please, donate today to help us save animals like the pygmy sloth →

Chip in $5 immediately >>

Chip in $35 immediately >>

Chip in $50 immediately >>

Chip in $100 immediately >>

Chip in $250 immediately >>

Or donate another amount >>

We can’t stress this enough. These pygmy sloths are disappearing.

There are less than 100 pygmy sloths left in the whole world. Four years ago, there were 79. This year, there are only 48.

Three dollars could make all the difference and pull the

So we’re begging you – chip in just $5 to save animals like the pygmy sloth from extinction →

$5 >>

$35 >>

$50 >>

$100 >>

$250 >>

Other >>

http://go.saveanimalsfacingextinction.org/Save-

 

http://go.saveanimalsfacingextinction.org/Save-Sloths

Thank you for saving these animals,

-SaveAnimalsFacingExtinction.org

A única mulher que recebeu a medalha Fields – de Matemática, morreu

Apresento a seguir minha tradução da carta da professora Mariel Vazquez Professora de Matematica, Microbiologia e Genética Molecular da University of California, Davis  publicada na edição de setembro de 2017 sobre Maryam Mirzakhani, iraniana, matemática, receptora da Medalha Fields que é o maior prêmio que um matemático pode receber, morreu aos 40 anos de cancer de mama.

Eu nunca me encontrei com Maryam Mirzakhani,
mas eu sabia muito sobre ela,
eu não conhecia Maryam Mirzakhani, a primeira e única
mulher a ganhar uma Medalha Fields em matemática.

Ela morreu
no início deste mês, aos 40 anos de câncer de mama. Se não tivesse
morrido, finalmente, nos teríamos encontrado pessoalmente na reunião
do verão de 2017 da Pacific Rim Mathematical
Associação, PRIMA, onde estávamos ambas agendadas para
dar palestras.

Nossos caminhos nunca se cruzaram e, no entanto, tivemos coisas em
comum tantas que meu coração dói e sua perda me invade.

Eu não falo apenas por mim, mas por muitas outras
mulheres. Como Maryam, nós também somos matemáticas e
cientistas, somos mães, somos imigrantes, somos insistentes. E estamos empenhadas em tornar melhor este mundo.

Estamos apaixonados pela ideia de inspirar as próximas gerações –
especialmente as meninas pequenas, as nossas próprias meninas e
também essas
que o meio oprime e diminui sussurrando “você não pode ser …”.

Alguns meses atrás, recebi um convite para dar uma
palestra plenária na PRIMA. Ouvi então dizer que
Maryam também estava programada
para falar.Fiquei entusiasmado com a perspectiva de finalmente
conhecê-la! O fato de que isso aconteceria no México,
meu país natal, em uma das minhas cidades favoritas, era mesmo
a cereja no bolo.

Sabendo quão grande são essas conferências e como passa
rapidamente o tempo, eu decidi-me a escrever-lhe para apresentar-me
e para encontrarmos um momento para nos encontrarmos na bela
cidade de Oaxaca. Não consegui enviar a mensagem, PRIMA começa no próximo
mês, e Maryam não estará lá. O cronograma inclui 14
palestras plenárias, quatro por palestrantes, incluindo Maryam. (Nota do tradutor, esta mensagem foi escrita em setembro, Maryam morreu
em 14 de julho de 2017) Eramos três dos treze, isso significa 23 por cento,
menos de um quarto. Infelizmente, isso não é atípico
nas conferências de Matemática. São pesquisadoras escassas, como Maryam, que vêm empurrando os números para cima, decimal por decimal. Por quê?
Porque devemos. No processo, vemos a transformação
que nos enche de alegria. Este é o combustível que nos mantém em movimento para frente.

Enquanto passeava em San Francisco no início deste verão,
Entrei em Dog Eared Books na Castro Street. Perto de
saída, havia uma caixa de cartões postais com paisagens,
pássaros, imagens botânicas, reproduções de arte, fotografias e
imagens da coleção Women in Science de Rachel
Ignotofsky: lá estava Maryam, quase voando, desenhando espaços topológicos
com as duas mãos. Eu levei sua
imagem para casa, junto com a de outra mulher da ciência, Netie Stevens
e um retrato da pintora mexicana Frida Kahlo
pintado pelo marido dela Diego Rivera. Nettie foi uma geneticista que identificou o cromossomo Y, descobrindo que ele se junta com X, e que
o sexo é determinado pela presença ou ausência do cromossomo Y. Frida foi
a interseção de paixão do talento da cor e do sofrimento. Maryam foi a única mulher que recebeu a medalha Fields frequentemente considerada como o Prêmio Nobel da Matemática. Estes cartões se encontram na minha mesa de cabeceira desde que os comprei com Maryam visível em cima da pequena pilha. Eu vou
mantê-los próximos, como um lembrete para mim da melhor pessoa que eu possa
vir a ser. É uma lembrança também de que nunca sabemos quando o caminho terminará, Nettie, acabei de saber, morreu de câncer de mama em 1912 com
50 anos. Ela obter seu doutorado apenas nove anos antes, e
recentemente obteve uma posição de pesquisa como professora. Maryam foi diagnosticada com câncer de mama aos 37 anos e
morreu três anos depois, em 14 de julho de 2017. Meu câncer foi
descoberto alguns meses depois do meu 40º aniversário. Este verão
é a marca dos cinco anos após o término do meu tratamento, eu tenho muito
sorte, enquanto isto olho para essas mulheres poderosas. Nunca encontrei Maryam, mas eu a conhecia muito bem. Deixe-me dar um pequeno desvio no tempo, um flashback: eu estava me recuperando da cirurgia e passando pela quimioterapia, quando se me oferece a chance de ensinar a crianças,
mostrando-lhes que a matemática é divertida. Metade das crianças são meninas. “Isto é importante, eu vou fazer isso “. Passando pela radioterapia, estou na tutoria de estudantes de pós-graduação, redigindo relatórios e avaliações dos meus pares, e preparando-me
para uma próxima palestra plenária no SIAM Life Science
Encontro. “É importante, eu irei”. Mas o cérebro estava nublado
e a voz interior trêmula: você nunca será capaz de
retomar, por que tentar? E enquanto o corpo doía enquanto que a
destrutiva voz interna ganhava força, eu recebi este e-mail
da White House anunciando que eu tinha sido selecionada
para receber o “2012 Presidential Early Career Award” (Prêmio Presidencial de Carreira antecipada de 2012). Levante-se
e pare esse absurdo! Este é o seu caminho e você não vai
parar. Basta colocar um pé à frente do outro e continuar. Os convites e pedidos continuam chegando: você pode vir? Consegues fazê-lo? Nós realmente realmente queremos que você venha. Você pode vir? Sim. Sim. Sim…Às vezes, a resposta vai atrasada quando tentamos fazer malabarismos para que a coisa aconteça. É dolorido quando a resposta deve ser um não. Lutando contra a
dor e a fadiga, através do medo e da incerteza. Nunca deixando passar
uma oportunidade para inspirar, porque há muitos
mulheres e muitas minorias que pararam de
sonhar por falta de modelos em sua necessidade de afirmação. Nossas vozes precisam ser ouvidas.
E então continuarei a homenagear Maryam com minhas ações.
Na reunião da PRIMA, darei a melhor palestra plenária que for possível.

Nota: versão traduzida para português da Carta ao Editor publicada na edição de setembro 2017 da revista Notices da Sociedade Matemática Americana.

 

Na wikkipedia você pode ler um pouco do trabalho matemático profundo e numa das áreas mais difíceis da Matemática em que Maryan trabalhou nos seus precoces 40 anos de vida, certamente, foi uma perda importante para as mulheres, para a Matemática e para a ciência.

https://en.wikipedia.org/wiki/Maryam_Mirzakhani

No link abaixo você pode encontrar uma carta publicada no Notices da American Mathematical Society  que nos traz a trágica notícia

http://www.ams.org/publications/journals/notices/201708/rnoti-p813.pdf

Era a única mulher a receber a medalha Fields mas certamente não seria a única a merecê-la, ocorre que nos comités assim como nos Congressos, Senados, tribunais, enfim, onde reina o poder, a maioria absoluta é de homens.  Em parte por culpa das própria mulheres porque, se eu fosse mulher, somente votaria em mulher, o que procuro fazer sendo homem.

 

Prisão de Lula poderia ocorrer na segunda – alerta para a luta!

 

https://jornalggn.com.br/noticia/prisao-de-lula-pode-ocorrer-na-segunda-e-imprensa-ja-tem-detalhes-diz-eduardo-guimaraes#.WePB9u9IFVA.facebookalerta para a luta

Jornal GGN – O blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, publicou na tarde desta sexta-feira (14) uma nota informando que o ex-presidente Lula deve ser preso a qualquer momento e que parte da grande mídia já teria detalhes da operação que levará para Curitiba outros petistas. Segundo Guimarães, “não será de espantar se a prisão ocorrer na próxima segunda-feira”, considerando que foi antecipada por “sucessivos indiciamentos”, “engendrados para ir preparando o espírito da população”.

“Este é um dia de muita tristeza para este blogueiro. Chegaram ao meu conhecimento informações fidedignas e verossímeis de que Lula pode ser preso a qualquer momento em um verdadeiro show que está sendo armado pela Globo em consórcio com a Lava Jato. (…) Infelizmente, minha fonte é segura. E nem fui pego de surpresa. Eu tinha certeza de que isso estava para acontecer. A informação que me foi passada só me surpreendeu pelo timing; eu achava que o golpe final seria dado no ano que vem”, publicou o blogueiro.

Essa semana, Lula virou réu pela terceira vez, mas não pela Operação Lava Jato. Ele foi acusado pela Procuradoria do Distrito Federal de ter praticado tráfico de influência em favor da Odebrecht em Angola. Em troca, teria sido contratado para fazer palestras e intermediato a subcontratação da Exergia Brasil, de Taiguara Rodrigues (o “sobrinho”). Na visão dos procuradores, a empresa é de fachada e teria pago despesas pessoais de Frei Chico, irmão de Lula.

A defesa do ex-presidente negou as acusações e apontou que não faz sentido uma denúncia em que Lula aparece fazendo lobby para a Odebrecht conquistar R$ 7 bilhões em financiamento do BNDES para receber, em troca, R$ 20 mil em plano de saúde e combustível para seu irmão. Além disso, o advogado Cristiano Zanin enviou nota à imprensa reafirmando que Lula é vítima de lawfare – uso distorcido das leis para destruir um inimigo público. O criminalista disse, em coletiva de imprensa, que a Lava Jato e outras investigações centradas em Lula têm um objetivo em comum: inviabilizá-lo como candidato em 2018.

Essa semana, a jornalista Helena Chagas também publicou que o ministro Teori Zavacki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou uma série de medidas cautelares, em caráter estritamente sigiloso, o que indicaria que uma nova fase da operação está em andamento. No Supremo, Lula é investigado por suposta tentativa de obstruir a Lava Jato.

Na visão de Guimarães, a prisão de Lula pode ter sido acelerada para evitar que o desempenho ruim do governo Michel Temer crie uma massa crítica capaz de endossar manifestações a favor do ex-presidente.

“Os golpistas consideram que haverá uma comoção pública com as medidas de supressão de direitos e eliminação de programas sociais que vêm por aí e, nesse contexto, o recall de Lula ressurgirá com força inaudita. (…) Este momento está sendo considerado o ideal para prender Lula porque a maioria da sociedade ainda está com muita raiva do PT e essa raiva tende a se diluir conforme for ficando claro que o golpe foi dado para tomar do povo os benefícios dados justamente pelo PT.”

Clique aqui para ler a íntegra, no Blog da Cidadania.

Segredos de Estado

En respuesta a la elección de Salvador Allende el 4 de septiembre de 1970, el Presidente de EEUU, Richard Nixon, y su principal asesor en política exterior, Henry Kissinger, pusieron en marcha una serie de operaciones encubiertas para impedir que Allende entre a la Moneda y, tras no lograrlo, generar las condiciones para que se produjera un golpe militar.

En esta exposición “Secretos de Estado. La historia desclasificada de la dictadura chilena”  Peter Kornbluh —investigador que ha jugado un rol fundamental en la campaña para desclasificar 23.000 archivos de la CIA, NSC, FBI, Casa Blanca y el Departamento de Defensa del Estado— se muestran una serie de documentos desclasificados que nos permiten entender la historia secreta del golpe de Estado y la dictadura chilena junto al apoyo que entregó EEUU, tanto a la Junta Militar como a medios de comunicación. Los documentos también dan luz a la represión estatal, la Operación Condor y los esfuerzos encubiertos de Pinochet para sostenerlo en poder cuando ganó el “NO” en el plebiscito de 1988.

Entrevista a Peter Kornbluh

Peter Kornbluh  se ha desempeñado oor más de 30 años como Analista Senior en el Archivo de Seguridad Nacional,una organización sin fines de lucro en donde es Director del proyecto de Documentación de Chile que ha logrado conseguir la desclasificación de miles de documentos que dan luz a la historia de intervención de los Estados Unidos en Chile y los abusos a los derechos humanos del régimen de Pinochet.

Peter Kornbluh después del arresto del general Pinochet en Londres lideró una campaña para convencer a la Administración de Clinton para la desclasificación de 23.000 archivos de la CIA, del FBI, de la NSC, de la Casa Blanca, de la Defensa y del Departamento de Estado de los Estados Unidos y Chile, entre 1970 y 1990. Parte de esta documentación fue donada por él como parte de una colección indexada de más de 5000 documentos relativos a Chile al centro de estudios del Museo de la Memoria y los Derechos Humanos.

Se destaca en su trayectoria su participación para proporcionar testimonios de expertos y documentación como prueba de varios casos de derechos humanos, incluyendo la investigación del juez Juan Guzmán sobre los crímenes de la Operación Cóndor, el asesinato de Charles Horman y Frank Teruggi, la desaparición de Boris Weisfeiler, el caso de Los Quemados y la investigación sobre el papel de Agustín Edwards en la subversión de la democracia chilena. Así como proporcionar documentos y testimonios al juez Baltazar Garzón en España durante sus esfuerzos por procesar al general Pinochet.

Por su trabajo en Chile, el gobierno de Michelle Bachelet ha elegido a Sr. Kornbluh para ser incorporado al Orden de Bernardo O’Higgins. El premio será presentado por el embajador de Chile en Washington el 1 de octubre de 2017.

Autor de “Pinochet: Los Archivos Secretos”, libro sobre la dictadura militar y el papel de los Estados Unidos en Chile; “The Pinochet File: A Declassified Dossier on Atrocity and Accountability”, Nueva York, The New Press, 2003, Edición 2013; “Los EEUU y El Derrocamiento de Allende”, Santiago, Ediciones B, 2003, “Chile and the United States: U.S. Policy toward Democracy, Dictatorship, and Human Rights, 1970-1990”, una colección digital de 2000 documentos desclasificados, publicados por el Archivo Nacional de Seguridad, 2008.