A Sinfonia das pedras quebrando pela Votorantim

Eu vivo a cerca de 500 metros da Fábrica de Cimento da Votorantim, em Sobral e desde 2007 que vivia postando informações sobre a sujeira que fábrica lança no ar.

Novembro, poderia lembrar o Natal, mas no centro é a chaminé criminosa da Votorantim e a volta não é embelezamento natalino, é a poeira que ela espalha em volta

Há cerca de 13 anos que luto contra a sujeira que a Fábrica de Cimento da Votorantim faz em Sobral. Mas já faz algum tempo que parei de gritar porque algumas pessoas chegaram a me chamar de Dom Quixote, o personagem de Cervantes. Eu estaria atacando moinhos de vento então parei de lutar. Mas ontem, sábado, dia 31 de outubro, por volta de 3:30 horas da madrugada, acordei-me com um forte barulho, da fábrica moendo pedras. A moagem durou cerca de meia hora e estava agindo em desrespeito a lei do silêncio, registrei o ruído apontando com o celular na direção da fábrica e alterando a direção quando observa que a intensidade do ruído diminuía numa comprovação de que o barulho vinha de fato da fábrica.

Era bom que o prefeito de Sobral se lembrasse que ele também tem pulmão e que a poeira de cimento fica pairando no ar e entra em toda parte, mesmo nos aparelhos de ar condicionado, coisa que não uso há muito tempo porque eu tive um acabado pela poeira da Votorantim e cheguei à conclusão que fico menos atingido se não forçar a ventilação para dentro de casa.

E o ruído da sinfonia das pedras quebrando!

Um pensamento sobre “A Sinfonia das pedras quebrando pela Votorantim

  1. Poderias fazer uma ação no Ministério Público da Saúde. Os procuradores pediriam uma liminar suspensiva da atividade fabril, com a exigência de investigar a poluição aérea e as pneumoconioses na população envolvida na aspiração do pó de cimento, incluindo os trabalhadores da fábrica, que não poderiam ser dispensados durante todo o período investigatório, nem após se constatado dano à saúde.
    Ao final da investigação, constatado dano à saúde dos trabalhadores e da população do entorno, caberia na sentença a obrigatoriedade da instalação de filtros, fabricados pela Zanini desde a década de 1970 em São Paulo e indenizações correspondentes aos danos à saúde a todos os envolvidos.
    Se a Santa Casa de Misericórdia de Sobral estiver envolvida, ainda será mais fácil, a entidade está ligada à Confederação Brasileira de Misericórdias e Hospitais Filantrópicos e à Confederação Internacional de Misericórdias.
    Saudações Fraternas,
    Haroldo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.