A vacina não é obrigatória e sim um direito que todos nós temos.

A vacina não é obrigatória, apenas quem não estiver vacinado não poderá participar de encontros em grupo porque estará pondo os outros em risco. Em particular, quem tiver uma função pública, e portanto estiver em contacto com o público, tem que se vacinar para garantir a redução do risco para com os outros.

E você deve olhar os especialistas de verdade, eles aconselham a vacinação. Professores universitários da área de imunologia, como o Átila e o Nicolelis, que são dois especialistas brasileiros, e estão permanentemente nos convidando a todos a nos vacinarmos. Estes dois são renomados pesquisadores brasileiros e fora do Brasil há centenas de imunologistas apontando a vacina como uma forma de, pelo menos garantir problemas mais graves, para quem adoecer.

A vacina tem se mostrado eficaz na grande maioria dos casos quando o vacinado adoece e então tem complicações menores e na grande maioria das veze escapa de morrer. As estatísticas apontam esta afirmação como verdadeira ao redor do mundo, não somente no Brasil. A OMS confirma estas ideias acima expostas.

Entre as vacinas há variações experimentais que vão de percentuais entre 70% a 97% este último caso é onde caem as vacinas russa e a chinesa.

Vacine-se, por favor! Diminua os riscos que você pode correr e proteja os demais que estejam a sua volta.

E a Escola virou um quartel

São duas histórias, dois contos verdadeiros dos tempos fascistas em que nos meteram. Os banqueiros nos meteram.

Um professor se encontra com um amigo, também professor sabendo que ele
estava trabalhando num quartel que antes era uma Escola e comenta o fato
com o colega.

  • Professor, quartel, se eriça e professor e contesta, quartel não, é uma escola.
  • Mas cadê o seu brinco, pergunta o primeiro professor que sabia que o outro usava brinco.
  • Ah! não, lá não pode!
  • Ah! Então é quartel! Porque em qualquer escola temos o direito de ter usos e costume, com toda liberdade. É o espirito duma Escola, certo?
  • Sim, sim, vejo que estou trabalhando num quartel que antes era uma Escola.

Na outra história, também verdadeira, um professor, gay, chega para trabalhar no quartel que antes era a Escola onde ele trabalhava, e é chamado cautelosamente de lado por um dos soldados, que lhe pede que por favor use camisa de mangas compridas. Mas, porque, pergunta o professor, neste calor. Não é por nada não, mas é para esconder as tatuagens que o professor tem nos braços.

São as Escolas que viraram quarteis, e no Ceará, eu conheço pelo menos uma escola que desapareceu para em seu lugar surgir um quartel. Significativamente, a Escola antes de chamava Escola Coronel Passarinho, o famoso coronel do 477 que o coronel editou para perseguir estudantes, era o nome da Escola. Não sei se o quartel ainda se chama Quartel Coronel Passarinho, em Sobral, no Ceará.

Teoria das cordas

A teoria das cordas apareceu na Física em 1919, citam alguns textos de físicos, mas foi Polyakov que em 1981 ressuscitou a teoria num artigo publicado na Physical letters. Eu não vou descrever a teoria em profundidade mas no formato de divulgação científica eu vou mostrar qual é a ideia central da teoria que os físicos consideram uma teoria unificadora.

uma superfície gerada por cordas

http://www.sobralmatematica.org/preprints/2021/preprint_2021_07.pdf

Vitória Judicial Estabilidade – Professores da base do SindiUVA têm sua primeira vitória em processos judiciais pela publicação da estabilidade no serviço público no DOE-CE

SINDIUVA – SS do ANDES-SN SindiuvaПриложения2 авг. 2021 г., 22:20 (23 часа назад)

VITÓRIA!!!

Professores da base do SindiUVA têm sua primeira vitória em processos judiciais pela publicação da estabilidade no serviço público no DOE-CE

O juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Sobral determinou que o Estado do Ceará conclua os processos de avaliação especial de estágio probatório de docentes que integram a ação judicial piloto, interposta pela Assessoria Jurídica da SindiUVA, em maio de 2021, para obrigar o governo Camilo Santana a publicar os atos declaratórios de estabilidade de dezenas de servidores/as docentes (muitos tramitando há mais de dois anos!). Após 5 anos de espera, desde a posse, a estabilidade no serviço público estadual dos professores Luiz Vieira da Silva Neto e Marcel Lima Cunha foi finalmente publicada no DOE-CE, no dia 28/07/2021, por força de decisão judicial no processo n.º 0051897-77.2021.8.06.0167. Diante do represamento e da grande morosidade com os quais o Governo do Estado do Ceará tem tratado os processos de estabilidade funcional de servidoras/es docentes da UEVA, a SindiUVA encaminhou mais seis ações, das quais participam um total de 20 professoras/es, e aguarda as decisões dos juízes da 1ª, 2ª e 3ª Varas Cíveis da Comarca de Sobral. Além de instrumento republicano e garantidor da supremacia do interesse público, a Estabilidade é um direito das/os servidoras/es públicas/os, previsto no art. 41 da CF/1988, e deve ser declarada pelo Estado após a aprovação de estágio probatório cumprido no período de 3 anos. A SindiUVA segue na luta em defesa do serviço público e do direito à estabilidade das/os professoras/es da UEVA! Que o governo Camilo Santana respeite o direito das/os servidoras/es públicas/os cearenses e que publique todos os atos declaratórios de estabilidade das/os docentes aprovados em estágio probatório o quanto antes!

SINDICATO DOS DOCENTES DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – SINDIUVA

SEÇÃO SINDICAL DO ANDES – SINDICATO NACIONAL

Docentes, uni-vos!

Por um sindicato forte e combativo!