O DESMONTE DA REDE E SERVIÇOS DE ATENDIMENTO À MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA

No carnaval do Rio, uma mulher foi assediada a cada 4 minutos. A cada hora, 17 mulheres procuram delegacias para registrar algum tipo de violência no estado. Todos os dias, Tribunal de Justiça recebe 118 casos de lesão corporal contra a mulher. Mesmo assim, desde 2015 a rede de atendimento a essas mulheres vem sendo desmontada pelo governo do estado.

O DESMONTE DA REDE E SERVIÇOS DE ATENDIMENTO À MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA

Dos quatro centros especializados que proporcionam atendimento jurídico, psicológico e social a mulheres vítimas de violência, apenas um segue funcionando – mesmo assim, de maneira bastante precária: hoje, ele está sem os serviços de limpeza e segurança, e conta com apenas uma coordenadora, uma advogada e duas psicólogas para atender todas as mulheres fluminenses que procuram ajuda.

O orçamento anual para manter esses e outros serviços atrelados a Subsecretaria de Políticas para as Mulheres é de aproximadamente R$ 3 milhões, valor relativamente baixo para equipamentos tão importantes – em 2016, o estado gastou o dobro com aluguel de vagas de estacionamento, por exemplo.

O responsável por garantir que esses serviços não sejam fechados é o atual secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social, Pedro Fernandes (PMDB), que sinalizou internamente que pretendia colocá-los em pleno funcionamento até o fim de março, mas não o fez até agora.

Por isso, nesse mês de luta das mulheres, temos que nos unir e enviar milhares de mensagens a Pedro Fernandes exigindo a manutenção da Rede de Serviços de Atendimento à Mulher. Privar as vítimas de atendimento integrado, especializado e humanizado é uma forma de violentá-las pela segunda vez.

Envie sua mensagem ao secretário agora!

Sábado, 26 de março, fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar

Sábado, 26 de março, fábrica de Cimento Votorantim de Sobral volta a atacar

Tarcisio Praciano Pereira

No dia 26 de março, 03:00, na madrugada, covardemente, a Fábrica de cimento da Votorantim, em Sobral voltou a atacar os pulmões dos habitantes da cidade de Sobral jogando espessa fumaça , em quantidade muito grande que o vento ajudava a espalhar sobre parte da cidade.

Como sempre as autoridades municipais assim como as autoridades estaduais do meio ambiente tem conhecimento claro deste atentado à saúde da população. É preciso não se esquecer dito nas eleições que se aproximam. Nós elegemos os administradores com a esperança de que eles estejam do nosso lado em defesa da nossa saúde e do nosso bem estar o que esta longe de acontecer no tocante à Fábrica de cimento da Votorantim em Sobral.

Repetindo:

  1. Quando: Sábado, dia 26 de março.
  2. Em que hora: 03:00 quando fiz a observação e não sei por quanto tempo durou o ataque.
  3. Onde: em Sobral na zona norte do Estado do Ceará
  4. Quem: quem nos ataca é a Fábrica de cimentos da Votorantim em Sobral
  5. O que? Uma fumaça espessa, em grande quantidade jogada pela chaminé se espalhando sobre a cidade na madrugada.
  6. Quem permite: o governo municipal de Sobral, e a secretaria de meio ambiente do Estado do Ceará

Os riscos da poluição

Uxbridge, Canada – A poluição, e não as doenças endêmicas comuns, é o maior fator de mortandade no mundo. A poluição já é responsável pela morte de 8.4 milhões de pessoas cada ano, é o que mostra uma nova análise. Desta forma a poluição mata três vezes mais do a malária e 14 vezes mais do do HIV/AID. Apesar disto a poluição recebe uma fração despresível do interesse geral da comunidade global.

http://truth-out.org/news/item/24363-in-developing-world-pollution-kills-more-than-disease

Fábrica de Cimento, Cimento Votorantim, Sobral, autoridades municipais, autoridades estaduais do meio ambiente, não esquecer disto nas eleições,  Lixo da chaminé da Votorantim – em Sobral – A folto é antiga, esta notícia de hoje, 26 de março de 2017, é um registro feito três horas da madrugada com céu escuro, impossível de fotografar o crime. Mas vale para exibir o tamanho da luta – Daniel contra Golias.  Desde 2005 na luta contra o lixo da chaminé da Votorantim em Sobral.

liix da chaminé da Votorantim - em Sobral - A folto é antiga, esta notícia de hoje, 26 de março de 2017, é um registro feito três horas da madrugada com ceu escuro, impossível de fotografar o crime.

lixo da chaminé da Votorantim – em Sobral – A folto é antiga, esta notícia de hoje, 26 de março de 2017, é um registro feito três horas da madrugada com ceu escuro, impossível de fotografar o crime. Mas vale para exibir o tamanho da luta – Daniel contra Golias.

http://wp.me/psvm-1YD

CPI do Porto Maravilha, você já assinou?

Pressione pela abertura da CPI do Porto Maravilha

Quem você vai pressionar

Alexandre Isquierdoalexandreisquierdo@camara.rj.gov.br

Alexandre Arraesaarraes@terra.com.br

Carlo Caiadocaiado@carlocaiado.com.br

Carlos Bolsonarocontato@carlosbolsonaro.com.br

Cesar Maiacesar.maia@uol.com.br

Chiquinho Brazãochiquinho.brazao@camara.rj.gov.br

Cláudio Castroclaudio.castro@hotmail.com

Dr. Gilbertodr.gilberto@camara.rj.gov.br

Dr. Jairinhovereadorjairinho@terra.com.br

Dr. João Ricardodrjoaoricardo@camara.rj.gov.br

Dr. Jorge Manaiadoutor@jorgemanaia.com.br

Dr. Sergio Alvesdr.sergioalves@hotmail.com

Eliseu Kesslereliseukessler@camara.rj.gov.br

Felipe Michelfelipemichel.rj@gmail.com

Inaldo Silvabpinaldo@gmail.com

Italo Cibaitalociba@hotmail.com

Jair da Mendes Gomesjairdamendesgomes@gmail.com

João Mendes de Jesusjoaomendesdejesus@camara.rj.gov.br

Jones Mourajonicagm@hotmail.com

Jorge Felippejorge.felippe@camara.rj.gov.br

Junior da Lucinhajuniordalucinha@camara.rj.gov.br

Leandro Lyraleandrolyra30@gmail.com

Luciana Novaeslucianagnovaes@yahoo.com.br

Luiz Carlos Ramos Filholuizantonioramos@globo.com

Marcelino D’Almeidamarcelinodalmeida@gmail.com

Marcello Sicilianomarcello.siciliano@gmail.com

Marcelo Ararmarceloarar@camara.rj.gov.br

Otoni de Paulaotonidepaulajr@missaodavida.com

Paulo Messinapaulo@messina.com.br

Prof. Celio Luparellilupparelli@uol.com.br

Prof. Adalmiradamilr@daguilatopografia.com

Prof. Rogerio Rocalrogeriorocal@gmail.com

Rafael Aloisio Freitasrafael@rafaelaloisiofreitas.com.br

Renato Mourarenato.moura@camara.rj.gov.br

Rosa Fernandesrosa.fernandes@camara.rj.gov.br

Tânia Bastosvereadorataniabastos@camara.rj.gov.br

Thiago K. Ribeirothiagokribeiro@gmail.com

Val Ceasapaulinhodosocial@hotmail.com

Vera Linsveralins@camara.rj.gov.br

Verônica Costaveronica.costa@camara.rj.gov.br

Willian Coelhowilliancoelho@camara.rj.gov.br

Zicovereadorzico@camara.rj.gov.br

Zico Bacanazicobacana@yahoo.com.br

E-mail
Nome
Sobrenome
Assunto
Corpo do e-mailPrezados
vereadores,

O vereador Tarcísio Motta (PSOL) está coletando assinaturas para criar
uma CPI para investigar irregularidades nas obras do Porto Maravilha.
Entre as muitas denúncias estão o pagamento de propina a Eduardo Cunha, o
tráfico de influência de Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS
(uma das integrantes do consórcio Porto Novo), a dispensa de EIA/RIMA
(Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto Ambiental), a falta de
transparência nos gastos da CDURP (Companhia de Desenvolvimento Urbano
da Região do Porto do Rio de Janeiro), entre outros.

Parte dessas denúncias já estão sendo investigadas pela força-tarefa da
Lava Jato, mas nem tudo é objeto da Procuradoria Geral da República. Por
isso, é necessário instaurar uma CPI, fazendo valer o papel de
fiscalização do Executivo que compete à Câmara dos Vereadores.

Contamos assim com sua assinatura no pedido de CPI!

______________________________________________________________

Se você for um alvo dessa campanha e quiser responder publicamente,
envie um email para contato@meurio.org.br

3418pessoas querem a CPI do Porto Maravilha

o pedido de CPI do Porto Maravilha só poderá ser protocolado se outros 16 vereadores assinarem o documento.

As obras do Porto Maravilha, um dos maiores xodós do ex-prefeito Eduardo Paes, parecem uma fonte inesgotável de indícios de corrupção. Denúncias de irregularidades e de pagamento de propina já estão sob investigação pela operação Lava Jato, mas outras acusações importantes ficaram de fora. Entre elas, a venda por um valor 10 vezes menor que o preço de mercado de terrenos na área do Porto e a falta de transparência na prestação de contas da CDURP (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro).
 
Uma CPI na Câmara dos Vereadores é o primeiro passo para que essas denúncias sejam investigadas. O vereador Tarcísio Motta (PSOL) está com o pedido de CPI em mãos, mas ele só poderá ser protocolado se outros 16 vereadores assinarem o documento.
 
No ano passado, uma CPI como essa seria praticamente impossível, pois o ex-prefeito Eduardo Paes tinha uma base parlamentar muito forte e conseguiu enterrar várias investigações, como a CPI dos Ônibus. Mas o cenário mudou. Essa é a chance de cobrarmos que gestores corruptos não saiam impunes. Envie agora seu email de pressão aos vereadores para que assinem o pedido de CPI.

2803 pessoas já assinaram pedindo a CPI do Porto Maravilha